Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Kenin diz que lesão não é desculpa para a derrota
10/10/2020 às 17h26

A norte-americana deu todos os méritos para Swiatek pela conquista de seu primeiro Grand Slam

Foto: Paul Zimmer/ITF

Paris (França) - Apesar de ter sofrido uma lesão na coxa esquerda durante a final de Roland Garros e de oferecer pouca resistência no segundo set, Sofia Kenin diz que o problema físico não é desculpa para a derrota. A número 6 do mundo e campeã do Australian Open fez questão de reconhecer a superioridade de Iga Swiatek, que conquistou seu primeiro Grand Slam aos 19 anos.

"Obviamente, estou um pouco desapontada e chateada. Mas ela jogou uma grande partida. Não vou usar isso como desculpa, mas minha perna obviamente não estava tão bem. Preciso descansar um pouco e espero que minha perna melhore", disse Kenin após a derrota por 6/4 e 6/1 na final de Roland Garros.

"Sinto que ela sacou muito bem e ditou os pontos com o forehand, especialmente no primeiro set. Alguns pontos aqui e ali não foram para mim, infelizmente, mas ela jogou um ótimo tênis. Ela tem um forehand muito bom, com spin, e um bom backhand na paralela", acrescentou a norte-americana de 21 anos. "Os dropshots dela também foram muito bons e ela sacou bem em alguns pontos importantes".

Chances perdidas custaram mais caro
Kenin lamentou muito mais pelas oportunidades perdidas no primeiro set. "Tive um começo de jogo um pouco lento, o que acho que eram o nervosismo e logo encontrei o meu ritmo. Fizemos um game longo no 3/3 e outro no 4/3, mas tive poucas chances. No 5/3, consegui salvar um set point. Já no 5/4, comecei o game com 15-0. Algumas coisas simplesmente não funcionaram".

"Quero dizer, ela jogou muito bem e fez um ótimo torneio. Eu gostaria de ter vencido, mas estou feliz por ter conseguido chegar onde estou agora. Em Roma, eu perdi por duplo 6/0, então ninguém esperava que eu fosse chegar à final. Acho que é um bom resultado para mim. Claro que estou bastante desapontada por não ter conquistado o título, mas vou focar nos pontos positivos", explica a norte-americana, que vai subir para o quarto lugar do ranking.

Norte-americana diz que já vinha sentindo a lesão durante o torneio
Kenin foi perguntada sobre a origem de seu problema na perna e explicou com um pouco mais de detalhes. "Eu tive esse problema em algumas das minhas partidas. Era normal que estivesse um pouco dolorido, por causa das circunstâncias. Fiz muitos jogos de três sets. E o jogo no saibro é muito físico. Você tem que se mover e deslizar muito".

"Não consigo me lembrar quando comecei a sentir esse problema. As duas primeiras partidas foram boas. Penso que talvez tenha sido no terceiro jogo, não me lembro exatamente. Já tive isso no passado, mas não com muita frequência. Estou trabalhando muito bem na minha preparação física. Não é um problema que eu tenho", explica a norte-americana, que fez conseguiu quatro vitórias de três sets durante o torneio.

"Eu tive que colocar uma bandagem. Conversei com o fisioterapeuta e fiz tudo o que eu podia. Depois do primeiro set, senti que estava tão apertado, que eu não conseguia me mover. Por isso tive que pedir atendimento e só piorou. É uma pena que isso tenha acontecido justo hoje. Mas como eu disse, ela jogou muito bem. Todo o crédito para ela".

Comentários