Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Soares: 'Estamos com boa energia e muita convicção'
08/10/2020 às 15h45

Soares e Pavic enfrentarão os atuais campeões de Roland Garros na final

Foto: Nicolas Gouhier/FFT

Paris (França) - Bruno Soares e Mate Pavic estão em mais uma final de Grand Slam, a segunda seguida. A dupla campeã no US Open derrotou os colombianos Juan Sebastián Cabal e Robert Farah por 7/6 (7-4) e 7/5 para avançar à decisão de Roland Garros. Esta é a primeira final do mineiro no torneio francês, aonde buscará a sétima conquista em Slam. Ele já tem três em duplas e mais três nas mistas.

"Foi mais um grande jogo aqui, extremamente feliz com mais uma final de Grand Slam. Nós estamos jogando com uma energia e uma convicção muito alta nos momentos de dificuldade, acho que ajuda muito. Foi uma chave pedreira, contra a dupla número 1 de 2019, cabeças de chave 1, que estavam jogando muito bem e conseguimos segurar a onda. Quando nós estamos jogando bem temos condição de ganhar de qualquer dupla, e hoje foi mais uma grande vitória contra um grande time", disse o mineiro, contente com o momento da dupla.

"É a minha primeira final aqui em Roland Garros, depois de duas semifinais. Os Grand Slams são os torneios que queremos estar, os jogos que queremos disputar e os troféus que queremos conquistar. Agora é focar todas as forças e energia para o último jogo, buscando as inspirações do nosso Guga para buscar esse caneco no sábado", finalizou Bruno.

Na decisão, a dupla disputará o troféu com os atuais campeões de Roland Garros, os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies. Para chegar em mais uma final em Paris, o time alemão derrotou Wesley Koolhof e Nikola Mektic, dupla que enfrentou Pavic/Soares na decisão do US Open.

Bruno vai em busca do 34º título de sua carreira, disputará a sua quinta decisão de Grand Slam nas duplas masculinas. Além do título recente em Nova York, o mineiro também foi campeão do Australian Open e do US Open em 2016, com Jamie Murray. Foi também no US Open que Bruno ficou com um vice-campeonato, em 2013, ao lado de Alexander Peya. Além dos títulos de duplas ele tem três títulos de duplas mistas em Grand Slams, um no Australian Open e dois no US Open.

Comentários