Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Evert é mais uma a pedir desafio eletrônico em RG
08/10/2020 às 14h41

Paris (França) - Um dos assuntos que andou movimentando a disputa de Roland Garros é o desafio eletrônico, que não acontece no Grand Slam francês por este ser disputado no saibro. Assim, cabe ao juiz de cadeira olhar as marcas nos momentos de dúvida. Só que para alguns tenistas e outros comentarista a tecnologia deveria ser usada também na competição.

Ex-número 1 do mundo e comentarista do Eurosport, a norte-americana Chris Evert é uma das defensoras do desafio eletrônico no saibro. “Eu acho que há muitos erros humanos no saibro porque mesmo quando tocam a linha, as bolas também tocam o saibro e podem deixar marcas que não necessariamente estejam grudadas nas linhas”, disse a dona de 18 títulos de Slam.

“As marcas não são 100% precisas. Há muitos erros humanos e estamos vendo isso cada vez mais agora por causa da tecnologia que está disponível em todos os outros torneios. Então acho que precisam colocar isso no torneio”, acrescentou Evert.

O britânico Tim Henman concordou com a norte-americana, mas quer ver um sistema de desafio introduzido com parcimônia, sem a dependência total da tecnologia. “Não concordo que tudo seja chamado eletronicamente, porque ainda acho que você deve ter o processo de desafio e os jogadores têm que pensar quando usá-los e quando não usá-los”, explicou.

Comentários