Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djokovic busca virada e joga sua 10ª semi em Paris
07/10/2020 às 16h49

Djokovic enfrenta Tsitsipas na próxima sexta-feira em busca de sua quinta final de Roland Garros

Foto: Arquivo

Paris (França) - Um mês depois de sua fatídica desclassificação nas oitavas de final do US Open, Novak Djokovic reencontrou o espanhol Pablo Carreno Busta. Desta vez, eles se enfrentaram pelas quartas de final de Roland Garros. O número 1 do mundo teve um início de partida complicado e cedeu um set pela primeira vez no torneio, mas conseguiu a virada com parciais de 4/6, 6/2, 6/3 e 6/4 em 3h10 de partida.

Djokovic alcança sua 38ª semifinal de Grand Slam e a décima em Roland Garros. Campeão em Paris em 2016 e vice em outras três ocasiões, o experiente jogador de 33 anos pode alcançar a 27ª final em torneios deste porte. Ele tem 17 títulos de Slam e tenta se aproximar das marcas de Roger Federer, com 20, e Rafael Nadal, que tem 19 troféus de Slam, 12 deles em Paris. O espanhol encara o argentino Diego Schwartzman na outra semifinal. 

O adversário de Djokovic na semifinal da próxima sexta-feira será o grego Stefanos Tsitsipas, jovem de 22 anos e número 6 do mundo. O sérvio lidera o histórico por 3 a 2 e venceu o único duelo realizado este ano, na final do ATP 500 de Dubai. Eles se enfrentaram apenas uma vez no saibro, também com vitória de Djokovic, na final de Madri no ano passado. Tsitsipas busca sua primeira final de Grand Slam.

Em uma temporada quase perfeita, Djokovic tem 36 vitórias em 37 jogos. Ele foi campeão da ATP Cup, do Australian Open, de Dubai e dos Masters 1000 de Cincinnati e Roma. O único jogo que ele não conseguiu vencer foi contra o próprio Carreño Busta no US Open. Na ocasião, o sérvio estava perdendo o primeiro set por 6/5 e tinha acabado de ter o serviço quebrado. Em um momento de frustração, jogou uma bola em direção ao fundo de quadra e acabou acertando uma árbitra de linha, o que causou sua desclassificação sumária do torneio.

Superado por Djokovic nesta quarta-feira, Carreño Busta já foi número 10 do mundo e conquistou quatro torneios da ATP. O espanhol de 29 anos é o atual 18º colocado no ranking e já disputou duas semifinais de Grand Slam, ambas no US Open. Esta é a segunda vez que ele chega às quartas de final em Roland Garros, repetindo o que já havia feito na temporada de 2017.

Problemas físicos passam a preocupar o sérvio
O que pode preocupar Djokovic para a próxima rodada em Paris são alguns problemas físicos. Ele já entrou em quadra utilizando uma proteção no pescoço e também mostrou um desconforto com o braço esquerdo. O jogo diante de Carreño Busta foi o mais longo que ele fez no torneio até então, superando as 2h23 da partida contra o russo Karen Khachanov nas oitavas.

Apesar de o jogo ter começado com alguns games muito curtos, Carreño Busta soube aproveitar o momento de instabilidade de Djokovic no início do jogo. O sérvio vinha cometendo alguns erros não-forçados, especialmente com o backhand, e permitiu a primeira quebra da partida para fazer 3/2 e saque. Quando finalmente conseguiu aprofundar melhor suas devoluções, o número 1 do mundo devolveu a quebra e buscou o empate por 4/4. Djokovic chegou a abrir 30-0 no game seguinte, dando a impressão que tomaria o controle do jogo, mas voltaria a ter o serviço quebrado e Carreño Busta fechou o set logo depois.

Djokovic tentou ser mais agressivo a partir do segundo set, buscando a definição dos pontos já nas primeiras bolas. Apesar disso, Carreño Busta foi o primeiro a ter break points, mas o sérvio conseguiu manter o saque e ganhou confiança. O momento do jogo ficou muito bom para Djokovic, que quebrou o saque do espanhol para fazer 3/1. O sérvio também melhorou bastante seu aproveitamento de primeiro saque em quadra, de 40% da parcial anterior para 70% e passou a correr menos riscos. Na reta final do set, quando vencia por 4/2, venceu oito pontos seguidos para fechar a parcial.

Depois de salvar break points logo na abertura do terceiro set, Djokovic manteve o saque e conseguiu uma quebra para já abrir 3/0. Carreño Busta buscou o empate e teve chance de quebrar de novo e passar à frente no placar, mas o número 1 do mundo escapou do break point. Sem colocar um único primeiro saque em quadra, espanhol ficou à mercê das devoluções seguras e profundas de Djokovic e teve o serviço quebrado novamente no jogo, permitindo que Djokovic virasse o placar geral.

Mesmo em vantagem no placar, Djokovic não teve vida fácil no quarto set. Foi uma parcial com muitos games longos e o sérvio pressionava o saque de Carreño Busta, mas não conseguia a quebra. Depois de perder quatro break points no terceiro game e mais um no quinto, o sérvio só passou à frente no sétimo game para fazer 4/3. Depois, escapou de um 15-40 em um game com oito minutos para ficar bem perto da vitória. O espanhol até confirmou seu último game de serviço, mas não evitou a derrota minutos depois.

A partida desta quinta-feira teve nove quebras de serviço e cada jogador teve 13 break points. Djokovic conseguiu seis quebras contra três de Carreño Busta. O sérvio liderou a contagem de winners por 54 a 42 e cometeu 41 erros não-forçados contra 29 do espanhol.

Comentários