Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Toni Nadal vê condições mais favoráveis a Djokovic
07/10/2020 às 11h15

Paris (França) - Embora Roland Garros seja quase um quintal de casa para o espanhol Rafael Nadal, nesta temporada, com bolas novas e clima diferente, por causa da mudança de data forçada pela pandemia do coronavírus, o 12 vezes campeão do torneio tem enfrentado um pouco mais de dificuldade. Para o tio e ex-treinador Toni Nadal, as condições atuais favorecem o sérvio Novak Djokovic.

Em uma entrevista por telefone desde Mallorca, Toni disse à AFP que vê as condições de Paris mais favoráveis à Djokovic que ao sobrinho. Ele destacou as bolas mais pesadas, que estariam inclinando a balança de forças para mais perto do sérvio, que busca o segundo Aberto da França e o 18º Grand Slam.

“Djokovic é muito sólido. Acho que é o cara mais favorecido pelas novas bolas. É mais difícil para o Rafael”, analisou o tio do canhoto de Mallorca, lembrando também que tem chovido na maioria dos dias com a temperatura oscilando entre 10 e 15 graus. Ainda assim ele acredita que o sobrinho tem conseguido superar as dificuldades e mostra um bom tênis.

“Acho que o Rafael tem jogado muito bem. Ele chegou com algumas incertezas porque este foi o ano que menos jogou antes do torneio. Na terceira rodada contra Stefano Travaglia ele foi bem. Mas no domingo contra Sebastian Korda, estava ventando muito para realmente julgar seu desempenho”, opinou Toni, em entrevista concedida antes das quartas contra Jannik Sinner.

O treinador espanhol acredita que o poder de adaptação de Nadal será fundamental para seu sucesso. “À medida que as condições mudam, é necessário impor o seu estilo de jogo. Para ganhar um ponto, é necessário estar preparado para jogar por mais tempo. Nas edições anteriores, Rafael era muito efetivo na pontuação nos ralis de nove tacadas. Este ano os ralis são um pouco mais longos e seu topspin não é tão eficaz”, finalizou.

Comentários