Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Kvitova confirma favoritismo e repete semi em RG
07/10/2020 às 08h47

Kvitova pode ter duelo de campeãs de Grand Slam pela frente nas semifinais

Foto: WTA

Paris (França) - Cabeça de chave número 7, a tcheca Petra Kvitova vai conseguindo driblar as numerosas surpresas deste ano em Roland Garros e já está nas semifinais. Abrindo a rodada desta quarta-feira, ela teve um bom teste com a alemã Laura Siegemund e venceu em sets diretos, com duplo 6/3 anotado em 1h20 de partida.

Se a semi da parte de cima da chave tem duas sensações do torneio, de um lado a batalhadora argentina Nadia Podoroska, que veio do qualificatório, e do outro a jovem polonesa Iga Swiatek, na parte de baixo o duelo pode reunir duas campeões de Grand Slam. Para isso acontecer, a norte-americana Sofia Kenin tem que primeiro superar a compatriota Danielle Collins nas quartas.

A canhota de Bilovec segue se perder sets na competição. Entre as quadrifinalistas, apenas ela e Swiatek ainda não deixaram uma parcial pelo caminho no saibro francês. O bom desempenho de ambas na competição se pagou e as duas seguiram firme para as semifinais também com vitórias por 2 a 0.

Duas vezes campeã de Wimbledon (2011 e 2014), Kvitova repete agora seu melhor desempenho em Roland Garros e volta à semifinal depois de oito anos. Sempre bastante agressiva, ela terminou a partida contra Siegemund com 10 bolas vencedoras a mais (22 a 12) e também com cinco erros não forçados a menos (15 a 20).

No primeiro set as sacadoras prevaleceram e somente uma chance de quebra apareceu em todo o decorrer da disputa. Ela veio no quarto game, em que a alemã oscilou com o serviço, encarou um 15-40 e logo no primeiro break-point cedido acabou quebrada. Kvitova então administrou a vantagem até o fim e largou na frente.

A história mudou na segunda parcial, que contou com seis quebras em nove games, a primeira delas logo no primeiro. Após abrir 2/0, Kvitova viu a rival alemã devolver o break no quarto game, inaugurando uma sequência de quatro quebras, duas para cada lado. A tcheca então manteve a vantagem e ainda conseguiu novo break para fechar o jogo.

Comentários