Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Vitória número 500 dá moral a Soares para semi
05/10/2020 às 18h11

Bruno Soares é o segundo brasileiro a conseguir 500 vitórias na elite do circuito profissional

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Paris (França) - Semifinalista na chave de duplas masculinas do US Open, Bruno Soares conseguiu a vitória de número 500 na elite do circuito profissional nesta segunda-feira. Último brasileiro na disputa pelo título em Paris, Soares comemorou a marca expressiva e tenta ganhar mais um Slam ao lado do croata Mate Pavic. Este ano, a parceria já foi campeã do US Open.

"É um número surreal, para ser sincero. Nunca esperava atingir uma marca assim na minha carreira. Sou extremamente grato por tudo que conquistei, é um momento para comemorar e agradecer a todos os parceiros que me carregaram nestes anos", disse Soares após a vitória sobre o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury, cabeças 3 do torneio, por 4/6, 6/4 e 7/5.

+ Soares e Pavic viram sobre cabeças 3 e estão na semi
+ Bruno superou Covid-19 antes de vencer o US Open
+ Soares conquista 2º US Open e o sexto Grand Slam

"Desde que ganhei a minha primeira partida em Casablanca em 2008, cada vitória tem um significado especial para mim. Claro que você sempre se lembra dos títulos e dos grandes momentos, mas eu não tinha nenhuma pressão para esse jogo", comenta o veterano de 38 anos, em entrevista ao site da ATP.

"Eu sabia que se perdesse hoje, provavelmente ganharia mais tarde neste ano ou mesmo no ano que vem. Estando nas semifinais de um Slam, você começa a pensar o quão perto você está. É quando a experiência se torna útil. Você coloca as coisas de lado e se concentra apenas no jogo", acrescenta o mineiro, que enfrentará os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal.

Bruno Soares tem seis títulos de Grand Slam na carreira, sendo três em duplas masculinas e mais três nas duplas mistas. O experiente jogador mineiro já conquistou 33 torneios no circuito da ATP e busca a 64ª final da carreira. Em 13 participações no torneio de Roland Garros, ele chega pela terceira vez à semifinal, repetindo as campanhas de 2008 e 2013.

Soares se junta a Melo entre os maiores vencedores
Soares é o 36º duplista profissional a conseguir 500 vitórias no circuito da ATP e o segundo brasileiro. O também mineiro Marcelo Melo, de 37 anos, tem 532 triunfos na carreira. "É uma loucura pensar em mim e no Marcelo, que crescemos juntos na mesma cidade. Competimos por tanto tempo, representando o Brasil e fizemos muito pelo jogo de duplas. Acho que tudo é muito especial para nós".

"Viemos de um país difícil para formar tenistas. Tivemos alguns bons na história, mas não é uma tarefa fácil quando você vem do Brasil. É muito bom ter passado por isso com meu bom amigo. Sabemos o quanto trabalhamos para ter sucesso", acrescentou o jogador natural de Belo Horizonte. 

Jogo foi definido nos detalhes
A respeito da difícil vitória desta segunda-feira, Soares acredita que o jogo foi definido por detalhes, especialmente por um ponto espetacular no último game da partida. "Foi mais um jogaço, no detalhe. Poderia ter caído para qualquer lado. O Ram e o Salisbury são a dupla número 1 da temporada, estão com muita confiança e estavam jogando muito bem antes da pausa, então estou muito feliz com o resultado e com a nossa performance", avaliou o mineiro.

"O penúltimo ponto foi loucura. Quando o Salisbury fez um voleio espetacular e a bola foi naquela direção, pensei comigo: 'A única chance que eu tenho de ganhar o ponto é fazendo uma bola mais espetacular ainda'. E foi o que aconteceu, tive a sorte de pegar no momento certo, sem encostar na cadeira do juiz e bem baixinha pra dar o match point e uma chance de a gente fechar o jogo, o que aconteceu".

Comentários