Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Organização diz que Zverev não falou com os médicos
05/10/2020 às 09h40

Zverev alegou problemas de saúde após sua eliminação nas oitavas de Roland Garros

Foto: ATP

Paris (França) - Após o alemão Alexander Zverev vir a público e falar, após sua eliminação nas oitavas de final em Roland Garros, que estava doente e tinha encarado febre de 38º C, a organização do torneio resolveu se pronunciar sobre o assunto e se defendeu previamente de qualquer possível acusação de negligência em tempos de pandemia.

“Zverev realizou testes para Covid-19 e todos eles deram negativo, o último no dia 29 de setembro e com resultado que saiu no dia 30. Hoje (domingo) recebeu um aviso de seu próximo teste, que ocorrem a cada cinco dias. Ele não consultou os médicos antes da partida”, afirmou o comunicado divulgado pelo Grand Slam francês.

Derrotado pelo jovem italiano Jannik Sinner por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/3, 4/6 e 6/3, o atual vice-campeão do US Open explicou que não estava se sentindo bem na partida e que desde a noite após a vitória sobre Marco Cecchinato vinha com febre. “Depois de ver como estava no aquecimento, não deveria ter entrado em quadra”, falou o alemão.

Comentários