Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Kvitova bate chinesa e segue firme rumo às quartas
05/10/2020 às 08h25

Kvitova ainda não perdeu sets em sua caminhada neste ano no saibro parisiense

Foto: WTA

Paris (França) - Principal favorita entre as que sobraram na parte de baixo da chave de Roland Garros, a tcheca Petra Kvitova segue firme na competição e já está nas quartas de final. Nesta segunda-feira, ela venceu mais uma em sets diretos, derrubando a chinesa Shuai Zhang com parciais de 6/2 e 6/4, depois de 1h25 de confronto.

Kvitova está agora a apenas uma vitória de igualar sua melhor campanha no saibro parisiense, tendo alcançado as semifinais em 2012. Atual 11 do mundo, a canhota de Bilovec vai assegurando a volta ao top 10 com o desempenho no torneio, subindo provisoriamente para o nono lugar. Ela pode ganhar mais uma posição se vencer mais uma e até chegar ao quarto lugar com o título.

Para superar mais um desafio sem perder sets, algo que ainda não aconteceu com ela no torneio, a tcheca fez prevalecer o seu jogo agressivo, terminando a partida com 23 bolas vencedoras contra apenas 9 da rival chinesa. Em contrapartida, ela também errou um pouco mais, com 29 erros não forçados frente aos 20 de Zhang.

Siegemund será a adversária de Kvitova

Kvitova terá como próxima adversária será a alemã Laura Siegemund, que pela primeira vez vai tão longe em um Grand Slam. A atual 66 do mundo se classificou para as quartas ao bater a espanhola Paula Badosa com o placar final de 7/5 e 6/2, em 1h36.

Apesar dos 32 anos de idade e de uma carreira com algum destaque, chegando ao 27º lugar da WTA em 2016, a germânica nunca havia conseguido boas campanhas nos Slam e antes de começar a disputa de Roland Garros neste ano só havia superado a estreia sete vezes, perdera na segunda rodada cinco vezes e só em duas oportunidades alcançara a terceira fase.

Siegemund tem apenas dois títulos no currículo, só um deles em grande campanha em Stuttgart 2017, quando eliminou três top 10 para chegar à final, superando a russa Svetlana Kuznetsova (9ª), a tcheca Karolina Pliksova (3ª) e a romena Simona Halep (5ª). Na decisão ela derrubou mais uma top 20, a francesa Kristina Mladenovic, então 19ª do mundo.

Comentários