Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Zverev revela mal-estar e 38º de febre antes da partida
04/10/2020 às 14h46

Zverev foi eliminado pelo jovem italiano Sinner nas oitavas de final

Foto: Arquivo

Paris (França) - Superado em quatro sets neste domingo pelo jovem italiano Jannik Sinner, o alemão Alexander Zverev não teve uma grande atuação na partida válida pelas oitavas de final de Roland Garros. Após cair com o placar final de 6/3, 6/3, 4/6 e 6/3, o vice-campeão do último US Open explicou que não estava bem de saúde e chegou a medir 38º C de febre antes do confronto.

“Fiquei completamente doente na noite depois da partida contra Cecchinato. Estou muito mal, não consigo respirar direito e acho que dá para perceber isso pela minha voz. Além de tudo, também tive 38ºC de febre. Minha condição física está bem longe da melhor e isso afetou meu jogo hoje”, comentou o germânico.

“Depois de ver como estava no aquecimento, não deveria ter entrado em quadra, mas achei que poderia tentar vencer em três sets ou algo assim. Desde o começo sabia que não seria fácil”, acrescentou Zverev, que acabou ficando pouco mais de 3h em quadra e se despediu da competição.

Apesar da condição não ser das melhores, o atual número 7 do mundo também enalteceu o bom desempenho de Sinner na partida. “Ele jogou muito bem e eu não fiz nada de mais, estava apenas colocando a bola em quadra e o deixando fazer o que quisesse”, observou o alemão.

Superado por um rival de 19 anos completados há dois meses e que se tornou o mais jovem tenista a atingir as quartas de Roland Garros desde Novak Djokovic, em 2006, Zverev já vê uma diferença de geração entre ele e Sinner. “Já estamos vendo uma nova geração surgindo e eu não faço mais parte do Next Gen, já tenho 23 anos agora, há caras bem mais novos e eu já sou passado”.

Comentários