Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Melo e Kubot caem ainda na 2ª rodada em Paris
01/10/2020 às 16h34

Melo e Kubot têm apenas dez vitórias na temporada e não foram bem nos Grand Slam

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Paris (França) - A participação de Marcelo Melo na chave de duplas masculinas em Roland Garros chegou ao fim ainda na segunda rodada. Cabeças de chave número 4, Melo e o polonês Lukasz Kubot perderam para os norte-americanos Nicholas Monroe e Tommy Paul por 7/5, 2/6 e 6/3.

Melo e Kubot têm apenas dez vitórias e oito derrotas na temporada. A parceria conquistou um título em Acapulco, mas não foi bem nos Grand Slam. Eles pararam ainda na estreia do US Open e na segunda rodada de Roland Garros. Desde a retomada do circuito, no Masters 1000 de Cincinnati, conseguiram apenas três vitórias em cinco torneios.

Aos 37 anos, Marcelo Melo fez sua 14ª participação em Roland Garros. O mineiro de Belo Horizonte já foi campeão do torneio em 2015, quando atuava ao lado do croata Ivan Dodig, além de ter sido semifinalista no ano seguinte. No ano passado, ele e Kubot chegaram às oitavas. Como a ATP modificou o cálculo do ranking, considerando os 18 melhores resultados entre março de 2019 e dezembro de 2020, esses 160 pontos serão mantidos.

O tênis brasileiro ainda conta com o mineiro Bruno Soares na chave de duplas masculinas. Soares e croata Mate Pavic, campeões do US Open há três semanas, enfrentam nesta sexta-feira o argentino Andres Molteni e o monegasco Hugo Nys. Já o gaúcho Marcelo Demoliner havia caído na estreia ao lado do holandês Matwe Middelkoop.

O jogo começou melhor para Melo e Kubot, que foram os primeiros a quebrar e chegaram a liderar o set inicial por 3/1. Mas eles não aproveitaram um novo break point que tiveram no quinto game e perderam o saque logo na sequência. Com o placar empatado por 5/5, os norte-americanos escaparam de dois break points antes de confirmarem o serviço. No game seguinte, quebram e fecharam o set.

A segunda parcial teve games longos. Melo e Kubot conseguiram duas quebras e escaparam dos quatro break points que enfrentaram, fechando o set apenas na terceira oportunidade. A dupla norte-americana largou bem no set decisivo e abriu 3/0. Pressionando nas devoluções de saque, voltariam a quebrar para fazer 5/1. O brasileiro e o polonês salvaram um match point e até devolveram uma das quebras, mas a reação parou por aí e se despediram do torneio.

Comentários