Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Para Djokovic, condições em Paris são favoráveis
29/09/2020 às 16h35

Paris (França) - Depois de vencer com tranquilidade sua partida de estreia em Roland Garros, Novak Djokovic comentou que as condições do torneio são interessantes para seu estilo de jogo. A edição de 2020 do Grand Slam francês teve algumas novidades, a começar pela época do ano em que é disputada. Com o clima mais frio, a quadra fica um pouco mais lenta. Também é a primeira edição a contar com um teto retrátil na quadra Philippe Chatrier para o caso de chuva e com iluminação para jogos noturnos.

"Obviamente, essas condições são diferentes das que estamos acostumados aqui em Roand Garros. Todo mundo tem falado sobre isso", disse Djokovic, que já foi campeão do torneio em 2016. "As bolas, a quadra pesado, o frio. Tudo afeta o jogo, é claro. Mas acho que tudo isso é bastante adequado ao meu estilo de jogo".

+ Djoko estreia em ritmo de treino e perde só 5 games
+ Bola mais pesada não incomoda tanto Djokovic
+ Nadal: 'Este é um Roland Garros muito diferente'

O número 1 do mundo aprovou desempenho na estreia diante do sueco Mikael Ymer, 80º do ranking. "Acho que joguei muito bem. Tive alguns altos e baixos, mas acho que no geral fiz um bom jogo. Estou pronto fisicamente, mentalmente e emocionalmente para ir longe no torneio. Espero ter mais um ano de sucesso aqui em Paris", avaliou após a vitória por 6/0, 6/2 e 6/3.

Djokovic usou muitos drop-shots na partida e acredita que as bolas curtas serão bastante eficientes no torneio deste ano. "Vai ser um golpe importante nessas condições. A tendência dos jogadores no saibro é ficar um pouco mais longe da linha de base para ter um pouco mais de tempo e espaço, porque a bola quica mais alto no saibro do que em qualquer outra superfície. Mas obviamente agora o quique da bola é significativamente menor por causa dessas condições".

"Posso ter usado muitos hoje, eu concordo. Talvez eu tenha excedido o que eu deveria ter jogado. Mas eu acho que funcionou bem nos momentos em que eu precisava ganhar os pontos", complementa o líder do ranking, que agora enfrenta o lituano Ricardas Berankis.

Djokovic venceu 31 dos 32 jogos que disputou na temporada, com títulos no Australian Open, ATP Cup, Dubai, Cincinnati e Roma. A única derrota foi por desclassificação nas oitavas de final do US Open, quando acertou a bola em uma árbitra de linha durante o jogo contra o espanhol Pablo Carreño Busta. O experiente jogador de 33 anos garante que o infeliz incidente em Nova York já faz parte do passado. "Não tem nenhum vestígio de Nova York em minha mente. Eu superei. Honestamente, esqueci isso. Não estou pensando nisso".

Comentários