Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Monteiro: 'É uma estreia dura, mas posso vencer'
28/09/2020 às 21h32

Monteiro vem de uma boa campanha em challenger italiano e tenta manter o embalo

Foto: Divulgação/Joma

Paris (França) - Único brasileiro na chave de simples em Roland Garros, Thiago Monteiro estreia nesta terça-feira. O canhoto de 26 anos e 84º do ranking enfrenta o georgiano Nikoloz Basilashvili, 33º do ranking, por volta das 11h (de Brasília). O confronto entre eles é inédito no circuito profissional.

"É uma estreia dura, mas, da forma que venho jogando, acredito que posso passar pelo Basilashvili", disse Monteiro, que vem de uma boa campanha no challenger de Forli, na Itália, onde venceu seis jogos e foi vice-campeão no último sábado. "Mas Grand Slam é Grand Slam. São cinco sets, jogo longo e todo mundo quer ganhar. O mais importante é estar competitivo, bem mentalmente e acreditar que a vitória é possível".

"Cheguei aqui em Paris no sábado mesmo e consegui treinar bem. As condições até que estão boas, o piso está pesado, lento. O único problema é que está chovendo todos os dias, mas é se adaptar e usar as coisas positivas ao meu favor", acrescentou o cearense, que disputa o décimo Grand Slam de sua carreira profissional e busca a terceira vitória.

Adversário de Monteiro na estreia, Basilashvili ainda não conseguiu vencer uma partida sequer desde o retorno do circuito, sendo eliminado nas estreias em Cincinnati, US Open, Kitzbuhel, Roma e Hamburgo. Fora das quadras, o georgiano responde a um processo por violência doméstica, movido em maio por sua ex-esposa Neli Dorokashvili, e aguarda o julgamento.

"Ele é um cara muito perigoso, extremamente agressivo e com golpes muito fortes. Mas não está num bom momento. Então, é aproveitar essa fase dele. Ainda mais com a sequência de jogos que fiz na Itália, a chave é usar a confiança para iniciar bem no jogo".

Comentários