Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Stan: 'Apesar da quadra lenta, posso ser agressivo'
27/09/2020 às 19h42

Paris (França) - Em um domingo frio e chuvoso, os tenistas que abriram a edição de 2020 de Roland Garros encararam uma situação complicada pela frente, com uma quadra bastante pesada. Isso sem falar nas bolas lentas, que foram duramente criticadas por vários atletas. Apesar de tudo isso, o suíço Stan Wawrinka se mostrou firme e bateu o britânico Andy Murray em sets diretos.

“Com certeza as condições estão difíceis aqui: pesado, lento e frio, completamente diferente do que acontece normalmente. Acho que estou jogando bem e mesmo com todas essas questões, consegui jogar pesado de ambos os lados. Estou feliz com o que fiz e ansioso pela minha próxima partida”, analisou o campeão do Grand Slam francês de 2015.

“Sei que apesar da lentidão e da quadra pesada, posso ser agressivo, tanto que consegui alguns grandes golpes hoje. Acho que posso continuar jogando bolas pesadas, isso é importante pois é como eu jogo e estou feliz com isso”, complementou o suíço, que na segunda rodada enfrentará o alemão Dominik Koepfer.

Mesmo sem conhecer muito o próximo rival, Wawrinka saque que ele vive grande fase. “Eu vi algumas partidas dele em Roma e também na semana passada. Acredito que estará muito confiante porque venceu batalhas contra caras importantes. Vai ser um embate interessante. Nunca joguei contra ou treinei com ele, então vai será diferente. Espero poder continuar jogando bem”.

O alemão de 26 anos caiu nas oitavas no ATP 500 de Hamburgo, mas foi até as quartas do masters 1000 de Roma, de onde saiu do qualificatório e chegou a bater nomes como o francês Gilles Simon, o australiano Alex de Minaur e o francês Gael Monfils. Ele também conseguiu tirar um set do sérvio Novak Djokovic.

Voltando ao duelo com Murray, o suíço se mostrou surpreso com uma vitória tranquila. “Com certeza eu não esperava isso, especialmente porque o conheço tão bem e já nos enfrentamos várias vezes. Até treinamos juntos no meu primeiro dia aqui e foi uma sessão bastante dura. Por isso esperava uma partida difícil e entrei focado para encarar um grande campeão. Sabia que mesmo que o placar estivesse indo bem, precisava manter o foco, porque nunca se sabe o que pode acontecer”, finalizou.

Comentários