Notícias | Dia a dia
Bia arrasa cabeça 1 e faz semi, Ingrid também vence
25/09/2020 às 11h19

Porto (Portugal) - A paulista Beatriz Haddad Maia continua fazendo bonito em seu retorno ao circuito. Depois de dois títulos e um vice, a canhota brasileira vai disputar mais uma semifinal, desta vez no W15 do Porto. Ela se garantiu na penúltima rodada do torneio ao bater, nesta sexta-feira, a britânica Katy Dunne, cabeça de chave 1, com arrasadores 6/0 e 6/2.

Bia gastou apenas 70 minutos para conquistar sua 17ª vitória em 18 jogos no ano e agora buscará sua quarta final consecutiva. A próxima adversária da atual 468ª do mundo será a espanhola Marina Bassols, quinta mais bem cotada, que levou a melhor sobre a japonesa Yuriko Miyazaki também com placar dilatado, anotando 6/2 e 6/0 sobre a terceira favorita.

O domínio da paulista de 24 anos na partida foi tamanho que ela terminou com quase o dobro de pontos da rival (60 a 32) e dominou as disputas tanto no saque, fechando com aproveitamento de 74%, como nas devoluções, vencendo 58% dos pontos disputados. Bia converteu cinco dos nove break-points que teve e salvou os dois que encarou contra.

Ingrid também brilha e faz semi
No outro lado da chave do torneio português, a carioca Ingrid Martins também vai fazendo bonito e assim como Bia se classificou para a semi. Ela teve muito mais trabalho para superar as quartas de final, precisando buscar a virada contra a francesa Oceane Babel e fechar o jogo depois de 1h51 de batalha, com parciais de 3/6, 6/2 e 6/1. A carioca de 24 anos e 524ª do ranking enfrenta na semifinal a finlandesa de 20 anos e 538ª colocada Anastasia Kulikova.

Carol Meligeni na final de duplas
Pelo torneio de duplas, Carolina Meligeni Alves está na final ao lado da espanhola Marina Bassols Ribera. Elas venceram a semi contra a portuguesa Francisca Jorge e a espanhola
Olga Parres Azcoitia por 4/6, 6/3 e 10-6. As adversárias na final são a espanhola Julia Payola e a japonesa Himeno Sakatsume. Aos 24 anos, Carol Meligeni tem 14 títulos profissionais de duplas no circuito da ITF.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva