Notícias | Dia a dia
Shapovalov diz que faltou sacar bem na reta final
21/09/2020 às 00h19

Shapovalov acredita ter evoluído sobre o saibro e lamenta não ter sacado bem para fechar partida

Foto: ATP

Roma (Itália) - Um tenista de resultados mais importantes sobre as quadras mais velozes, o canhoto Denis Shapovalov surpreendeu com grandes atuações no saibro de Roma, onde superou nomes importantes como Grigor Dimitrov e esteve bem perto de superar o argentino Diego Schwartzman na semifinal.

"Sinto que estou melhorando muito e especialmente sobre o saibro", avaliou o canadense de 21 anos. "Levar ao limite a um dos melhores do mundo sobre esta superfície é uma boa notícia e vou seguir trabalhando para dar um passo a mais". O maior resultado de Shapovalov foi a final no Masters de Paris do ano passado.

Shapovalov acredita ter feito uma grande exibição. "Jogamos uma grande partida, ambos tiveram um nível muito bom e acredito que qualquer um merecia ganhar. Tudo se decidiu em alguns poucos pontos".

Ele no entanto lamentou o saque não ter funcionado nos momentos mais importantes, quando sacou com vantagem de 4/2 e mais tarde teve 5/4 para a vitória, tudo no terceiro set: "Foi decepcionante perder. Mas meu saque não esteve ao nível habitual. Foi duro deixar escapar o serviço várias vezes no terceiro set".

Shapovalov terminou a partida com 49 winners e 58 erros não forçados, tendo subido 46 vezes à rede e ganhado 32 desses pontos. Conseguiu 10 aces, mas também oito duplas faltas.

Ele ainda pode aparecer pela primeira vez no top 10 do ranking na lista pós-Roma. Para tanto, Schwartzman não pode conquistar o Masters romano.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva