Notícias | Dia a dia
Schwartzman tenta realizar 2 sonhos de uma vez
20/09/2020 às 20h03

Argentino tenta conquistar seu primeiro Masters 1000 na carreira e entrar no top 10

Foto: Peter Staples/ATP Tour

Roma (Itália) - Finalista do Masters 1000 de Roma, o argentino Diego Schwartzman tenta realizar dois sonhos nesta segunda-feira. O jogador de 28 anos e atual número 15 do mundo pode conquistar o maior título da carreira e, de quebra, entrar no top 10 do ranking. Para isso, precisa derrotar o número 1 do mundo Novak Djokovic. A final começa ao meio-dia (de Brasília).

"Posso realizar dois sonhos amanhã. Um é vencer um torneio como este e o segundo entre os 10 primeiros. Preciso jogar mais do que meus 100 por cento. Não quero dizer que será impossível, porque não é. Sei que posso vencer. Mas será muito difícil", disse Schwartzman, que ainda não venceu Djokovic no circuito e tem quatro derrotas para o sérvio. Entretanto, ele já quebrou nesta semana um jejum de nove derrotas para Rafael Nadal.

A semifinal contra o canadense Denis Shapovalov teve 3h15 de duração e foi definida nos detalhes. "Talvez no terceiro set ele tenha jogado melhor do que eu e merecesse vencer antes, mas no final, no tiebreak, acho que fui muito sólido", disse o argentino sobre a vitória por 6/4, 5/7 e 7/6 (7-4) neste domingo. "Acho que aproveitei a chance quando ele estava pensando em ganhar, quando ele estava sacando para o jogo no terceiro set".

Superado na semifinal, Shapovalov chegou a sacar para o jogo quando vencia o último set por 5/4. A partida foi tão equilibrada que Schwartzman fez apenas um ponto a mais, 113 a 112 no total. "Acho que foi um grande jogo de nós dois. Sinto que ambos merecíamos vencer hoje. Apenas alguns pontos que fizeram a diferença", comentou o jovem canadense de 21 anos.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva