Notícias | Dia a dia
Djokovic oscila, mas confirma semifinal com Ruud
19/09/2020 às 11h51

Djokovic vai disputar a 68ª semifinal de Masters 1000 de sua carreira

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) - Em seu terceiro compromisso pelo Masters 1000 de Roma, Novak Djokovic passou por alguns altos e baixos neste sábado, mas garantiu lugar na semifinal da competição no saibro italiano. O número 1 do mundo precisou de três sets para vencer o alemão vindo do quali Dominik Koepfer, 97º colocado, com parciais de 6/3, 4/6 e 6/3 em 2h11 de partida.

Esta foi a 29ª vitória em 30 jogos na temporada para Djokovic. Seu único revés foi a desqualificação no US Open, depois de ter acertado uma árbitra de linha quando tentava isolar uma bolinha na partida contra Pablo Carreño Busta nas oitavas de final. O jogador de 33 anos tem 80 títulos no circuito e 35 Masters 1000 e vai disputar a 68ª semifinal em torneios deste porte.

Altos e baixos para o líder do ranking

Djokovic teve um início arrasador, chegando a liderar o set inicial por 4/0, sofreu duas quebras seguidas, mas voltou a quebrar o serviço do alemão na reta final do set. O sérvio fez apenas quatro winners na parcial e cometeu 12 erros não-forçados.

Koepfer, com sete winners e 15 erros, tentava definir cedo os pontos e levava vantagem nos ralis mais curtos, fazendo 15 a 9. Mas nos pontos com mais de cinco trocas de bola, o sérvio fez 22 a 17, com direito a 7 a 0 nos ralis de mais de nove rebatidas da parcial.

No segundo set, Djokovic tentou ser um pouco mais agressivo, mas o roteiro de oscilações se repetiu. Apesar da quebra logo na abertura, o número 1 do mundo seguia enfrentando alguns games longos em seu serviço e cedeu o empate por 3/3. Frustrado, o sérvio destruiu uma das raquetes e foi advertido. Com o placar empatado por 4/4, o alemão escapou de três break points. Na sequência, quebrou o saque do sérvio e forçou o terceiro set. Djokovic fez 10 winners e 16 erros no set, contra 9 bolas vencedoras e 12 erros do rival.

Djokovic teve algumas chances de quebra logo no início da parcial decisiva, mas não as aproveitou. Entretanto Koepfer já dava sinais de desgaste e dificuldades na movimentação. Não demorou para que o número 1 do mundo abrisse vantagem, após uma dupla-falta do rival, para se manter à frente até o fim do jogo. No último set, Djokovic sequer enfrentou break points. Os dois tenistas terminaram o jogo com o mesmo número de winners, 24 para cada um, e o alemão cometeu dois erros a mais, 40 contra 38.

Sérvio iguala aproveitamento de Guillermo Vilas

Vencedor de 14 títulos no saibro, Djokovic tem agora 217 vitórias em 272 partidas na superfície. Seu aproveitamento é de 79,7%. O argentino Guillermo Vilas tem os mesmos 79,7% de vitórias, mas com 681 triunfos em 854 partidas, com direito a 49 conquistas. Já o Rei do Saibro Rafael Nadal tem um incrível índice de 91,8%, com 439 vitórias e apenas 39 derrotas, além de 59 títulos em seu piso favorito.

Ruud faz a melhor campanha de seu país 

O adversário de Djokovic na semifinal de domingo será o norueguês Casper Ruud. O jovem jogador de 21 anos e 34º do ranking fez história neste sábado ao se tornar o primeiro norueguês a chegar tão longe em um Masters 1000. O confronto entre ele e o atual número 1 do mundo será inédito no circuito profissional.

Ruud avançou na competição depois de marcar uma vitória expressiva. Ele superou o italiano Matteo Berrettini, número 8 do mundo, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (7-5) em 2h57 de partida. Esta foi a primeira vitória contra top 10 na carreira do norueguês, mas nesta semana ele já conseguiu outras duas grandes vitórias, contra Marin Cilic e David Goffin.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva