Notícias | Dia a dia
Bicampeã, Svitolina terá bom teste nas quartas
18/09/2020 às 19h00

Svitolina tem ótimo histórico no torneio, mas perdeu na estreia no ano passado

Foto: Giampiero Sposito

Roma (Itália) - Bicampeã do WTA Premier 5 de Roma em 2017 e 2018, Elina Svitolina garantiu seu lugar nas quartas de final do torneio. A ucraniana de 26 anos e número 6 do mundo venceu a russa Svetlana Kuznetsova, 38ª colocada, por 7/6 (8-6) e 6/4 em 1h54 de partida no saibro italiano.

Svitolina conseguiu três quebras na partida, uma a mais que sua adversária. Ela teve um número menor de winners, 24 contra 27 de Kuznetsova. Mas a experiente russa de 35 anos cometeu 34 erros não-forçados contra 26 da ucraniana.

Apesar do ótimo histórico em Roma, Svitolina tem boas chances de recuperar posições no ranking. Isso porque ela tinha apenas cinco pontos a defender. No ano passado, foi superada por Victoria Azarenka na estreia. A campanha até as quartas já rende 190 pontos no ranking, podendo dar 350 se for semifinalista. Ela tem chance de terminar o torneio como número 4 do mundo e ser cabeça 2 de Roland Garros.

Primeiro torneio para Svitolina desde março
O torneio em Roma é o primeiro que Svitolina disputa desde o título no WTA de Monterrey, em fevereiro. A ucraniana preferiu não disputar o US Open, em razão dos riscos relacionados à pandemia da Covid-19. Durante a paralisação do circuito por mais de cinco meses, atuou em algumas exibições, em Berlim e Montreaux, e chegou a conquistar um título nesses torneios amistosos.

"Eu joguei em Berlim e enfrentei grandes jogadoras, e também atuei em um torneio pequeno em Montreaux, na Suíça. Espero que ninguém tenha assistido esse torneio, porque eu eu perdi e estava jogando muito mal", brincou Svitolina na entrevista coletiva.

"Depois do torneio, falei com o Andy [Bettles, seu técnico] que a gente precisava treinar no saibro. Eu havia me esquecido de como jogar. Isso me fez ficar muito focada nos treinos e levar a preparação muito a sério. Eu estava jogando muito mal e pensava: 'Talvez eu devesse parar com esse negócio de jogar tênis", complementou a ucraniana.

Duelo com Vondrousova na próxima fase
A adversária de Svitolina na semifinal será a canhota tcheca Marketa Vondrousova, jovem de 21 anos e 19ª do ranking, que venceu um jogo de 2h23 contra a eslovena Polona Hercog por 1/6, 6/1 e 7/6 (7-5). Experiente jogadora de 29 anos e dona de três títulos da WTA no saibro, Hercog vinha de uma grande vitória sobre Kiki Bertens. A eslovena foi a mais agressiva em quadra e fez 28 a 17 em winners, mas cometeu 45 erros contra 27 da tcheca.

Finalista de Roland Garros no ano passado, Vondrousova vai aos poucos tentando recuperar seu melhor ritmo de jogo, depois de ter passado por uma cirurgia no punho esquerdo em setembro do ano passado. O histórico entre Svitolina e Vondrousova é amplamente favorável à ucraniana, que venceu os três encontros anteriores. A jovem jogadora tcheca tentará uma inédita vitória contra a rival e o terceiro triunfo diante de uma top 10 do ranking.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva