Notícias | Dia a dia
Nadal diz que está jogando melhor que o esperado
18/09/2020 às 18h32

Nadal cedeu apenas seis games nas duas primeiras rodadas do torneio italiano

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - Apesar de o Masters 1000 de Roma ser o primeiro torneio que Rafael Nadal disputa desde fevereiro, o espanhol teve ótimas atuações nas duas primeiras rodadas, diante de Pablo Carreño Busta e Dusan Lajovic. Nove vezes campeão do torneio e garantido nas quartas de final, Nadal acredita que está jogando até melhor do que esperava.

"Acho que joguei em um nível muito alto. É claro que preciso continuar melhorando, e preciso continuar trabalhando em algumas coisas que não acontecem automaticamente. Mas não posso pedir mais", disse Nadal após a vitória por 6/1 e 6/3 sobre Lajovic nesta sexta-feira. "Foi outra grande noite para mim contra outro bom adversário. Não posso reclamar. Muito melhor do que eu esperava".

+ Em jogo de pontos longos, Nadal vence e faz quartas
+ Semis e finais em Roma terão a presença de público
+ De volta após 200 dias, Nadal vence fácil na estreia

O número 2 do mundo também comemorou a notícia de que as semifinais de domingo e a final de segunda-feira terão público no estádio, ainda que limitado a apenas mil torcedores. "É ótimo que os fãs voltem, desde que isso seja feito com segurança. Não me parece estranho que as opiniões dos responsáveis ​​mudem em pouco tempo. A Covid-19 torna tudo imprevisível e as pessoas que tomam as decisões devem ser cautelosas. Embora sejam poucos, é magnífico que possa haver gente nas arquibancadas".

Vencedor de 19 títulos de Grand Slam, Nadal tem a chance de igualar as 20 conquistas de Roger Federer se for campeão de Roland Garros pela 13ª vez na carreira. As disputas em Paris começam daqui a dois domingos, no dia 27 de setembro.

"Durante toda a minha carreira, mantive o mesmo discurso. Eu me concentro em trilhar o meu próprio caminho e não estou obcecado em terminar com mais títulos do que Roger ou Novak. Obviamente, eu adoraria terminar minha carreira com 25 títulos de Grand Slam, mas isso parece improvável. Eu foco em continuar a ter chances de ser competitivo".

O espanhol enfrenta nas quartas o argentino Diego Schwartzman, a quem derrotou em todos os nove duelos anteriores. "Ele é um jogador de nível muito alto, um dos melhores do mundo. Ele se move muito rápido em quadra, tem uma ótima leitura do jogo e controla muito bem a bola. Sei que se eu não estiver no mais alto nível, terei dificuldades para enfrentá-lo".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva