Notícias | Dia a dia
Roland Garros reduz o público para 5 mil pessoas
18/09/2020 às 14h47

Apenas a quadra Philippe Chatrier está autorizada a receber torcedores

Foto: Julien Crosnier/FFT

Paris (França) - Duas semanas depois de a direção de Roland Garros informar que o torneio deste ano terá público nas arquibancadas, a organização do evento precisou reduzir o número de espectadores. Por ordens do departamento de polícia de Paris, apenas 5 mil torcedores serão permitidos no complexo. O torneio começa daqui a dois domingos, em 27 de setembro. 

Segundo o jornal francês L'Equipe, apenas a quadra Philippe Chatrier está autorizada a receber torcedores. Inicialmente, os planos do torneio eram de receber 11.500 fãs, espalhados por três estádios. As quadras Suzanne Lenglen e Simonne Mathieu ficarão vazias.

+ Direção de Roland Garros confirma torneio com público
+ Roland Garros divulga imagens da quadra iluminada

Casos de Covid-19 aumentam na França
As decisões foram tomadas num contexto de aumento de casos positivos da Covid-19, tanto na França como na Europa. Números da Universidade John Hopkins mostram que o país registrou 467 mil casos da doença, com 31.103 mortes.

Na última segunda-feira, dia 14 de setembro, foram registrados 22,9 mil novos casos na França. Esse é o segundo maior número desde o início da série histórica em março. O recorde ainda é de 26,84 mil do dia 12 de abril. Entre os meses de junho eram raríssimas as ocasiões em que o país registrava 5 mil novos infectados em um dia.

Federação Francesa acata decisão
Por meio de comunicado, a Federação Francesa de Tênis (FFT) se manifestou e acatou a decisão: "A FFT assume a responsabilidade de organizar o torneio com um novo layout. É importante para a vida esportiva, social e econômica do país que um grande evento como Roland Garros possa ser realizado respeitando as determinações das autoridades de saúde".

"A FFT tem consciência do quão decepcionante esta notícia será para quem não poderá comparecer aos estádios devido à redução da capacidade. Gostaríamos de agradecer a todos pela compreensão e apoio obstinado ao torneio. Roland Garros 2020 dará o exemplo ao endossar, promover e defender seus valores esportivos mais queridos".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva