Notícias | Dia a dia
Halep: 'Estou muito feliz por não ter jogado em NY'
14/09/2020 às 12h50

Roma (Itália) - Atual vice-líder do ranking, a romena Simona Halep não se arrependeu nem um pouco de não ter ido competir nos torneios norte-americanos, pulando o Premier de Cincinnati e o US Open, que neste ano foram disputados ambos em Flushing Meadows por causa das precauções tomadas devido à pandemia do coronavírus.

“Para ser sincera, estou muito feliz por não ter jogado em Nova York. Fiquei um pouco assustada em ver como o mundo está neste momento, mais especificamente os Estados Unidos”, afirmou Halep, que ficou na Europa, onde conquistou o título do WTA de Praga e depois seguiu treinando para disputar o Premier de Roma, que acontece nesta semana.

“Agora estou aqui no Foro Itálico muito calma e com vontade de jogar novamente. Se você me perguntar sobre Roland Garros, não estou pensando nisso. No momento minha cabeça está focada em fazer uma boa semana aqui em Roma, ganhando ritmo competitivo mais à frente para Paris”, acrescentou a romena.

Halep é a cabeça de chave número 1 em Roma, uma vez que a australiana Ashleigh Barty não se inscreveu no torneio e também desistiu de Roland Garros. Ela entra direto na segunda rodada e irá estrear contra a convidada da casa Jasmine Paolini, que superou a letã Anastasija Sevastova em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/3.

Questionada se sua ausência no US Open lhe dá mais chances no saibro, a romena foi direta. "Sim e não. Sim porque eu tive a chance de treinar apenas no saibro e não porque fiquei sem disputar partidas oficiais. Então, tenho vantagens e desvantagens e só saberemos o que prevalecerá no torneio".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva