Notícias | Dia a dia
Wild faz jogo parelho, mas acaba superado na final
13/09/2020 às 13h17

Aix-en Provence (França) - Não deu para o paranaense Thiago Wild na final do challenger de Aix-en Provence. A maior experiência do alemão Oscar Otte acabou prevalecendo e o tenista de 27 anos levou a melhor na partida que definiu o campeão na França, triunfando com parciais de 6/2, 6/7 (4-7) e 6/4, após 2h36 de confronto.

Vice-campeão no saibro francês, Wild leva para casa 10.770 euros e fatura 75 pontos no ranking, que o deixarão ainda mais perto do top 100, subindo para a 105ª colocação, a melhor da carreira até então. Do outro lado, Otte leva um prêmio de 18.290 euros e 125 pontos, que junto com a pontuação do vice em Ostrava na semana passada o farão saltar 83 lugares, indo para o 136ºposto.

Wild começou bem com o saque e venceu seu primeiro game de zero, já teve um pouco mais de dificuldade na segunda passagem pelos serviços e na terceira cedeu quatro break-points e acabou quebrado. Ele teve uma chance de devolver o break em seguida, mas não a aproveitou. Otte ainda bateu o serviço do brasileiro uma vez mais, no oitavo e último game.

A segunda parcial foi bem mais equilibrada, só que novamente Otte foi o primeiro a quebrar, abrindo 4/2 e saque. Contudo, desta vez a resposta veio em seguida com o brasileiro devolvendo o break e empatando em 4/4. A definição foi para o tiebreak, em que Wild se recuperou de um minibreak logo no começo e levou a melhor, empatando o jogo.

O paranaense de 20 anos não teve muitas chances no terceiro set. Ele sofreu uma quebra logo no terceiro game e não teve chance alguma de tentar empatar. Otte obteve eu primeiro match-point no nono game, salvo com o saque de Wild, mas logo em seguida o alemão foi ao serviço e fechou o jogo.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva