Notícias | Dia a dia
Ivanisevic: regra da desclassificação precisa mudar
13/09/2020 às 09h22

Djokovic correu em atendimento à juíza ao perceber que a bola havia atingido sua pescoço

Foto: Arquivo

Roma (Itália) - Pela primeira vez, o técnico Goran Ivanisevic falou publicamente sobre a desclassificação sofrida por Novak Djokovic durante as oitavas de final do US Open, quando seu pupilo atirou uma bola em direção ao fundo de quadra ao ter o saque quebrado e acidentalmente atingiu a garganta de uma juíza de linha. Em entrevista ao diário SportKlub, o treinador defendeu mudança na regra.

"Não é pelo que aconteceu com Novak, mas sou contra as desclassificações em geral, a menos que haja intenção real de machucar alguém", opina o campeão de Wimbledon de 2001. "O que aconteceu no jogo de Novak foi um acidente completo. Vi gente comentando que a bola estava a 130 km/h, isso é loucura".

Ele acredita que tirar um game de Djokovic na partida seria uma advertência suficiente. "As regras são assim, ou seria uma advertência ou a desclassificação. "Tirar o game dele, e consequentemente o primeiro set, seria um castigo suficiente", opina. "Sei que existe o regulamento, mas seria preciso levar em conta que não houve intenção, e com tudo que já aconteceu com o coronavírus, não deveriam ter tomada a medida extrema".

O treinador viu toda a cena e soube na hora que a punição viria. "No momento em que escutei a juíza gritar de dor, sabia que tudo havia acabado. A maior tragédia é que Novak nem estava tão bravo assim. Assisti a cena 3.877 vezes e seu maior erro foi que não estava mirando uma direção qualquer".

Ivanisevic contou também sobre como foram os momentos seguintes. "Quando voltamos para casa, foi terrível. Ele ficou sozinho por um tempo e depois conversamos. Foi um grande choque para ele, algo que jamais podia esperar". O técnico no entanto acredita que o sérvio volte ainda mais forte: "Ele nasceu como um campeão e seguirá mais forte. É bom que volte a jogar o mais rápido possível para deixar tudo para trás, tem que jogar como se isso tivesse ocorrido há cinco anos".

Depois de garantir que seu pupilo tem toda a chance de conquistar Roland Garros, Ivanisevic alfinetou as críticas de alguns jornalistas, sem citar nomes. "Muita gente parecia estar esperando que Novak fizesse algo de errado. Há muita maldade, muita gente feliz por ver outro passar maus momentos. Não sei porque há jornalistas que não gostam dele".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva