Notícias | Dia a dia | US Open
Árbitro geral diz que exclusão de Djokovic é correta
07/09/2020 às 16h52

Nova York (EUA) - O chefe de arbitragem do US Open, Soeren Friemel, disse que "não havia outra opção" a não ser desclassificar o número 1 do mundo, Novak Djokovic, no último domingo. Djokovic estava frustrado depois de ter sofrido uma quebra de serviço na partida contra Pablo Carreño Busta e jogou uma bola para o fundo da quadra do Arthur Ashe Stadium, inadvertidamente acertando uma juíza de linha na garganta.

Friemel disse a repórteres em Flushing Meadows que a ação justificou a remoção de Djokovic do torneio, "com base no fato de que a bola foi atirada com raiva, de forma imprudente, e foi direto para a garganta do árbitro de linha", embora ele acreditasse que o sérvio não teve a intenção do ato.

"Existem dois fatores: um é a ação e o outro é o resultado", disse Friemel, segundo relato da agência Reuters. "E embora não houvesse intenção, o resultado de acertar uma árbitra de linha e ela claramente ter se machucado foi o fator essencial no processo de tomada de decisão".

Friemel, que se tornou árbitro geral do torneio no ano passado, disse que nunca havia desqualificado um jogador em um Grand Slam e sabia que seria uma decisão dura: "Desclassificar um jogador em um Grand Slam é uma decisão muito importante e difícil. Não importa se é no Arthur Ashe, se é o número 1 do mundo, ou qualquer outro jogador em qualquer outra quadra. Você precisa acertar e você precisa tomar a decisão certa. E todos na quadra estavam cientes do que está em jogo".

"Era muito importante para mim saber exatamente o que havia acontecido. Por isso, conversei com Andreas Egli [supervisor do Grand Slam] e Aurelie Tourte [árbitra de cadeira da partida]. O protocolo diz que eu também tenho que falar com Novak, então ele me falou o seu ponto de vista", comentou. "Todos estávamos de acordo que não foi algo premeditado, mas a realidade é que ele a acertou e machucou".

Segundo o jornal Marca, Friemel esclareceu que não existe uma revisão em vídeo da jogada neste tipo de situação e que "a velocidade com que a bola atingiu o pescoço do juiz" teve influência na sua decisão.

Comentários