Notícias | Dia a dia | US Open
De volta após 3 anos, Pironkova elimina Muguruza
03/09/2020 às 15h33

Pironkova fez uma pausa na carreira para se dedicar à maternidade

Foto: Carmen Mandato/USTA

Nova York (EUA) - De volta ao circuito depois de três anos, Tsvetana Pironkova conseguiu uma vitória bastante expressiva nesta quinta-feira para chegar à terceira rodada do US Open. A veterana búlgara de 32 anos e ex-número 31 do mundo eliminou a espanhola Garbiñe Muguruza, cabeça 10 do torneio e 16ª do ranking, com parciais de 7/5 e 6/3.

Pironkova não disputava um torneio desde 2017, quando atuou em Wimbledon. Ela, aliás, já foi semifinalista do Grand Slam londrino ainda em 2010. A búlgara fez uma pausa na carreira para se dedicar à família. Ela se tornou mãe do pequeno Alexander em março de 2018. Para entrar na chave do US Open, solicitou o recurso do ranking protegido.

+ Dois anos após ser mãe, Pironkova planeja retorno
+ Circuito profissional tem 12 jogadoras que já são mães

"Não vou esconder, não esperava que meu primeiro torneio fosse tão bom e que eu jogasse tão bem. É ótimo! Mas foi por isso que voltei, para ter essas lutas e jogar nesses palcos", disse Pironkova, que além da já citada semi de Wimbledon, chegou às quartas de final em Londres em 2011 e repetiria a dose no saibro de Roland Garros em 2016.

"Fazer o meu primeiro torneio aqui no US Open foi um pouco arriscado, mas ao mesmo tempo, eu estava muito animada e muito motivada. E acho que essa motivação me manteve focada na partida", acrescentou a búlgara, que tem agora 22 vitórias contra adversárias no top 20, chegando a vencer 12 top 10.

A adversária de Pironkova na terceira rodada do US Open é a croata Donna Vekic, cabeça 18 do torneio e 24ª do ranking. Vekic evitou um duelo entre duas jogadoras que são mães, já que venceu a romena Patricia Maria Tig, 88ª colocada, por 6/2 e 6/1.

Muguruza sofre outra queda precoce
Embora Muguruza já tenha sido campeã de Roland Garros em 2016 e Wimbledon em 2017, além de chegar à final do Australian Open no início deste ano, ela nunca teve bons resultados no US Open. Em oito participações no Grand Slam nova-iorquino, a jogadora de 26 anos e ex-número 1 do mundo tem como melhor resultado as oitavas e final de 2017.

Muguruza começou melhor na partida desta quarta-feira, com uma quebra de serviço logo de cara. A espanhola não vinha enfrentando break points em seu serviço, mas não aproveitava as chances de ampliar a vantagem. Sacando para fechar, ela teve o serviço quebrado pela primeira vez e deu confiança à adversária. Pironkova passou a ser cada vez mais firme do fundo de quadra e passou à frente no placar para fechar o set.

A perda da parcial desestabilizou Muguruza, que foi advertida depois de quebrar uma raquete no intervalo entre os sets. Na segunda parcial, Pironkova sacou muito bem e cedeu apenas um ponto em seus games de serviço. A espanhola vinha muito mal do fundo de quadra, cometendo muitos erros não-forçados, e passou a ser frequentemente ameaçada no saque. Pironkova conseguiu a quebra no penúltimo game do set e confirmou a vitória.

Comentários