Notícias | Dia a dia | US Open
Pliskova: 'Não sou um robô para jogar bem sempre'
02/09/2020 às 23h08

Derrota na segunda rodada adia o sonho do primeiro Grand Slam

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Eliminada ainda na segunda rodada do US Open, Karolina Pliskova viu o sonho do primeiro título de Grand Slam ser novamente adiado depois da derrota para a francesa Caroline Garcia nesta quarta-feira. A número 3 do mundo e principal cabeça de chave do torneio reconhece que não teve uma boa atuação, mas se diz ciente de que não poderia jogar sempre em seu nível mais alto.

"Eu não joguei tão mal, mas talvez não tenha jogado meu melhor. Estava ventando um pouco em quadra e eu não estava sacando tão bem no começo do jogo, mas isso acontece às vezes. Eu não sou um robô e não posso jogar um tênis incrível todo dia", disse Pliskova após a derrota por 6/1 e 7/6 (7-2) para Garcia no Louis Armstrong Stadium. Ela garante que a pressão por ser a principal favorita não foi determinante. "Zero pressão por isso para mim. Isso não tem nada a ver com a minha derrota de hoje".

"Fiz três jogos difíceis aqui. E certamente eu deveria ter jogado melhor", comenta a tcheca, referindo-se também à eliminação na estreia do Premier de Cincinnati para Veronika Kudermetova. "Eu estava há algum tempo sem disputar partidas, então talvez demore algum tempo para recuperar meu melhor ritmo. Espero que que isso aconteça no saibro. E espero que a gente tenha mais torneios depois de Roland Garros. Estamos apenas começando e não é hora para ter pânico".

"Ela jogou muito bem no primeiro set, foi super agressiva e estava muito confiante", avalia Pliskova, que sofreu sua quarta derrota em sete jogos contra Garcia no circuito. "Acho que ela jogou muito bem por um set e meio. Eu tive algumas chances no segundo set, inclusive dois set points, mas não joguei bem. Teve uma bola que era o segundo saque dela no meu forehand. Talvez eu deveria tentar disputar o rali, mas eu tentei definir o ponto".

A ex-número 1 do mundo já começa a pensar na pensar na temporada de saibro, em busca do título de Roland Garros. O Grand Slam francês começa em 27 de setembro e Pliskova vai disputar dois torneios preparatórios. "Acho que eu já viajo amanhã. Estou inscrita em Roma e também em Estrasburgo e, é claro, Roland Garros. Então eu tenho que começar a treinar o mais rápido possível no saibro".

Comentários