Notícias | Dia a dia | US Open
Osaka sobe o nível e vence com autoridade
02/09/2020 às 21h26

Campeã em 2018, a japonesa é a única top 10 na parte de cima da chave em NY

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) - Depois de oscilar bastante em sua partida de estreia no US Open, Naomi Osaka venceu com muito mais facilidade na segunda rodada do torneio. A campeã de 2018 e ex-número 1 do mundo superou a italiana Camila Giorgi, 74ª do ranking, de 6/1 e 6/2 em apenas 1h09 de partida no Arthur Ashe Stadium.

Osaka, que aparece atualmente no nono lugar do ranking mundial, já é a única top 10 na parte de cima da chave em Nova York. O torneio deste ano teve muitas baixas na chave feminina, como as números 1 e 2 do mundo Ashleigh Barty e Simona Halep, além da atual campeã Bianca Andreescu. A chave ficou ainda mais aberta para a japonesa com a eliminação da cabeça 1 e terceira do ranking Karolina Pliskova.

A próxima adversária de Osaka será a jovem ucraniana de 18 anos e 137ª do ranking Marta Kostyuk, que surpreendeu a experiente letã de 30 anos e 45ª do ranking Anastasija Sevastova por 6/3 e 7/6 (7-5). Apesar da pouca idade, Kostyuk chega à terceira rodada de um Grand Slam pela segunda vez na carreira, repetindo o que fez na Austrália em 2018.

Japonesa sofreu lesão e liderou protesto na semana passada
Depois de não entrar em quadra para a final de Cincinnati no último sábado, por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda, Osaka não havia feito um jogo tão consistente na primeira rodada do US Open, em que superou a também japonesa Misaki Doi. Mas nesta quarta-feira, a jovem de 22 anos já conseguiu se movimentar melhor em quadra e impor seu tênis agressivo. Ela também jogou a partida inteira com uma proteção na coxa.

Também na última semana, Osaka foi protagonista fora das quadras. Ela trouxe para o ambiente do tênis os protestos contra o racismo e a violência policial nos Estados Unidos. As manifestações, que começaram pelos atletas da NBA e chegaram a outras ligas esportivas norte-americanas, tiveram apoio das entidades dirigentes do tênis e o torneio de Cincinnati foi paralisado por um dia em apoio à causa.

Partida muito tranquila desde o início
O primeiro set durou apenas 28 minutos. Além de ter jogado muito bem do fundo de quadra, a japonesa também não correu riscos no saque, ao ceder apenas cinco pontos em seus games de serviço. A situação ficou ainda mais tranquila por conta dos onze erros e três duplas-faltas de Giorgi, que possibilitaram duas quebras seguidas e uma liderança por 5/0 logo de cara.

Osaka conseguiu mais uma quebra de serviço no início do segundo set, ficando em situação ainda mais confortável na partida. Giorgi começou a jogar um pouco melhor e equilibrar os ralis do fundo de quadra. Ela teve um break point, mas a japonesa fechou a porta com um ótimo saque.

Do outro lado da rede, a italiana voltaria a ter o serviço quebrado com uma dupla-falta, ficando em situação ainda mais delicada. Ainda que Giorgi tenha escapado dos dois primeiros match points e tivesse mais uma chance de devolver uma das quebras, Osaka voltaria a sacar bem e definiu a vitória em sets diretos. Osaka terminou o jogo com 14 winners e 11 erros não-forçados, enquanto Giorgi anotou 15 bolas vencedoras e cometeu 24 erros.

Comentários