Notícias | Dia a dia | US Open
Shapovalov diz que Youzhny o ajudou muito a evoluir
01/09/2020 às 13h23

Nova York (EUA) - Atual número 17 do mundo, o canadense Denis Shapovalov começou bem sua campanha no US Open deste ano, derrotando o convidado da casa Sebastian Korda em quatro sets. Além de comemorar o bom desempenho na estreia e elogiar o rival, ele também destacou a importância do russo Mikhail Youzhny como treinador.

“Mikhail foi definitivamente um dos jogadores que admirava quando era jovem, foi um dos primeiros com quem tive uma foto. É uma loucura trabalhar com ele, conhecê-lo como pessoa e como treinador, sinto que ajudou muito meu jogo”, afirmou o cabeça de chave 12.

“Definitivamente ele me tornou um jogador mais inteligente. Seu posicionamento e a maneira como lê o jogo é apenas outro nível para mim. Ter a oportunidade de trabalhar com ele foi muito bom para mim e sinto que aprendi muito”, completou o canadense, que agora enfrentará sul-coreano Soonwoo Kwon.

Sobre sua partida de estreia, Shapovalov disse que o jogo não foi dos mais fáceis. “Sebastian é uma grande promessa e tem um ótimo jogo. Acho que é apenas uma questão de tempo para ele se tornar um jogador incrível. Na verdade, foi uma primeira rodada muito difícil, estou muito feliz por passar por isso, embora jogar sem torcida seja definitivamente diferente”, observou o canadense.

“Eu adoro envolver o público para me animar e tive que fazer isso comigo mesmo nos últimos games. Nova York é conhecida por sua energia, os fãs são muito elétricos. Lembro-me que enfrentei Gael (Monfils) no ano passado e foi eletrizante. Estou aprendendo a lidar com essa ausência de torcida”, finalizou Shapovalov.

Comentários