Notícias | Dia a dia
Bia volta ao circuito jogando ITF em Portugal
30/08/2020 às 17h45

Montemor-o-Novo (Portugal) - Depois de cumprir dez meses de suspensão por doping e de ficar outros três meses longe das competições devido à pandemia da Covid-19 e a paralisação do circuito, Beatriz Haddad Maia volta ao circuito na próxima semana.

Bia será uma das três brasileiras no ITF de US$ 25 mil de Montemor-o-Novo, em Portugal. A paulista Carolina Meligeni Alves e a carioca Ingrid Martins também vão jogar. A chave do torneio em quadras de piso duro ainda não foi divulgada.

+ Ranking é atualizado e Bia fica com apenas 2 pontos
+ Brasileiras buscam espaço nos bastidores do circuito
+ Bia vence e se emociona com a volta às quadras

Ex-número 58 do mundo, Bia terá que escalar todo o caminho do ranking. A canhota de 24 anos aparece atualmente na última posição, o 1.342º lugar, com apenas dois pontos. Ela já estava liberada para voltar a jogar no dia 22 de maio, quando o circuito ainda estava suspenso.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sorriso de quem volta a jogar terça-feira 🔥🐾🐾🐾👀 vaiiiii @german_gaich @paulorobertocerutti @tennistrainingpro

Uma publicação compartilhada por biahaddadmaia (@biahaddadmaia) em

Relembre o caso de doping
Bia havia testado positivo para as substâncias SARM S-22 e SARM LGD-4033, que integram a categoria S1 (agentes anabolizantes) da lista de substâncias proibidas da WADA (Agência Mundial Antidoping). O exame foi realizado no dia 4 de junho, durante torneio da série 125k da WTA em Bol, na Croácia.

A jogadora conseguiu comprovar a contaminação cruzada de um suplemento alimentar, que foi consumido sob prescrição médica. Isso atestou que ela não teria intenção de obter vantagem esportiva e se livrou de uma pena ainda maior, que poderia ser de dois ou até quatro anos.

No entanto, a situação não a eximiu de responsabilidades, expostas pela ITF. Segundo o regulamento da entidade, por mais que fosse comprovada a contaminação, Bia deveria ser consciente do risco de consumir o suplemento alimentar. No Programa Antidoping do Tênis consta que qualquer substância proibida pode aparecer (listada como ingrediente ou não) em suplementos ou medicamentos. Isso inclui a possibilidade de contaminação.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva