Notícias | Dia a dia
Direção da ATP diz que o momento é de união
29/08/2020 às 12h10

Grupo de jogadores está insatisfeito com o comando do italiano Andrea Gaudenzi na ATP

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Em meio às negociações para a criação de uma associação de jogadores paralela à ATP, idealizada por alguns atletas insatisfeitos com a liderança atual sob o comando do italiano Andrea Gaudenzi, a direção da entidade que comanda o circuito masculino divulgou uma nota oficial neste sábado. Segundo a ATP, o momento é de união entre os jogadores e os organizadores de torneios.

"O sucesso do ATP Tour e seu crescimento como uma das principais propriedades esportivas do mundo nos últimos 30 anos foram construídos sobre uma verdadeira parceria igualitária entre jogadores e torneios, juntamente com a colaboração produtiva com os Grand Slam, a WTA e a ITF", diz a nota publicada no site da ATP.

+ Em meio a polêmica, WTA, ITF e Slams apoiam a ATP
+ Djokovic, Pospisil e Isner vão sair do Conselho da ATP
+ Jogadores insatisfeitos querem criar ATP paralela


"A estrutura de governança da ATP oferece aos jogadores assentos iguais à mesa em todas as decisões importantes que afetam o circuito. Reconhecemos os desafios que nossos membros enfrentam nas circunstâncias de hoje, no entanto, acreditamos fortemente que agora é um momento de unidade, ao invés de divisão interna", seguiu o comunicado. "Continuamos inabaláveis ​​em nosso compromisso de entregar aos nossos jogadores em todas as áreas de nosso negócio, garantindo que eles recebam o máximo benefício de seus anos no circuito, e que suas vozes sejam ouvidas".

"Paralelamente, continuamos empenhados em trabalhar em estreita colaboração com os outros órgãos dirigentes do tênis à medida em que buscamos aproveitar o verdadeiro potencial do nosso esporte. Somente como um esporte unificado podemos realmente nos concentrar na experiência do torcedor, envolver novos públicos e garantir que o tênis continue a prosperar".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva