Notícias | Dia a dia | US Open
Em NY, Stefani disputa seu terceiro Grand Slam
29/08/2020 às 08h37

Stefani e Carter chegaram às oitavas de final do Australian Open neste ano

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Pela terceira vez em sua carreira profissional, Luisa Stefani disputará a chave principal de um Grand Slam nas duplas femininas. A jovem paulista de 23 anos é a única brasileira no US Open e atua ao lado da norte-americana Hayley Carter, mesma parceira com quem venceu o WTA de Lexington há duas semanas e o de Tashkent no fim do ano passado.

Excepcionalmente este ano, a competição terá apenas 64 participantes, e não 128 como de costume. Stefani e Carter estreiam contra as irmãs ucranianas Nadiia e Lyudmyla Kichenok. Em caso de vitória, elas podem enfrentar as convidadas locais Ann Li e Bernarda Pera ou as japonesas Shuko Aoyama e Ena Shibahara, cabeças 6 da competição.

+ Stefani cai nas oitavas de Premier e foca no US Open
+ Técnico de Paes prepara Stefani: 'Vai dominar o mundo'
+ Podcast: Stefani confiante para primeiro US Open

No mesmo quadrante estão a norte-americana Nicole Melichar e a chinesa Yifan Xu (cabeças 3), que estreiam contra as belgas Kirsten Flipkens e Alison van Uytvanck e podem enfrentar as jovens anfitriãs Coco Gauff e Cahterine McNally na fase seguinte. E neste lado da chave também estão a húngara Timea Babos e a francesa Kristina Mladenovic, principais favoritas. Já as atuais campeãs, a belga Elise Mertens e a bielorrussa Aryna Sabalenka, são cabeças 2 e estão do outro lado da chave.

A primeira aparição de Luisa Stefani em um Grand Slam foi no ano passado, ao lado da australiana Astra Sharma em Roland Garros. Na ocasião, elas entraram de última hora na chave, como alternates, e perderam ainda na estreia. Este ano, já ao lado de Carter, a paulistana que treina nos Estados Unidos conseguiu duas vitórias e chegou às oitavas no Australian Open.

Luisa Stefani está atualmente com o melhor ranking da carreira, ocupando o 39º lugar entre as especialistas em duplas. Na atual temporada, ela e Carter também foram campeãs de um torneio da série 125k em Newport Beach e chegaram às quartas no forte Premier de Dubai. Durante a paralisação de cinco meses do circuito, por conta da pandemia da Covid-19, a brasileira conseguiu se manter em atividade, disputando exibições na Flórida.

Comentários