Notícias | Dia a dia
Murray quer trabalhar para melhorar até o US Open
26/08/2020 às 12h36

Nova York (EUA) - Apesar de ter conseguido mostrar um bom nível em sua campanha no Masters 1000 de Cincinnati, com boas vitórias, o britânico Andy Murray saiu descontente consigo mesmo após a eliminação nas oitavas de final, diante do canadense Milos Raonic. Ele desaprovou seu desempenho na partida da última terça-feira e espera melhorar para o US Open.

“Foi uma partida ruim, não joguei bem e não foi um bom dia. O lado positivo é que fiz três jogos aqui e me senti bem fisicamente, mesmo que hoje não tenha conseguido um bom desempenho. Não sei se porque estava cansado, embora não sentisse cansaço, mas tive golpes muito ruins. Não estou feliz com meu desempenho”, analisou o ex-número 1 do mundo.

“Tenho muito trabalho a fazer no meu jogo nos próximos dias antes do início do US Open. Meus quadris estão bem, fiz partidas longas e consegui superá-las, mas não estou nada contente com esta noite”, acrescentou o escocês, que desaprovou o início bastante lento. “Acho que porque durante o aquecimento tentei reservar o máximo de energia possível para o jogo”, observou.

Murray disse que a paralisação por causa do mau tempo foi outra complicação extra. “Essas condições já me fizeram cometer muitos erros no primeiro set. Quando voltamos para quadra eu estava mais calmo, mas continuei cometendo erros. Olhando assim, não sei se minhas falhas foram devido às condições. Tenho que colocar o sarrafo muito mais alto, esta noite não foi suficiente”.

“Não estou feliz com a forma como joguei esta noite, não posso sentar aqui e dizer o contrário, sei que poderia ter feito muito melhor, tenho certeza. Estou desapontado porque depois de passar por algumas partidas difíceis, eu esperava jogar melhor desta vez”, finalizou o britânico.

Comentários
Loja - camisetas
Tennis Camp