Notícias | Dia a dia
Djokovic supera a estreia e segue invicto no ano
24/08/2020 às 22h06

Nova York (EUA) - Apesar de ter passado por altos e baixos em sua estreia no Masters 1000 de Cincinnati, Novak Djokovic superou seu primeiro compromisso no torneio. O número 1 do mundo bateu o lituano vindo do quali Ricardas Berankis, 72º do ranking, por 7/6 (7-2) e 6/4 em 1h42 de partida nesta segunda-feira.

Com o resultado, Djokovic permanece invicto na temporada de 2020 do circuito e tem 19 vitórias no ano. O sérvio liderou seu país para a conquista da ATP Cup em janeiro e também foi campeão do Australian Open e do ATP 500 de Dubai. Depois disso, o circuito ficou cinco meses paralisado pela pandemia da Covid-19, doença que contaminou até mesmo o próprio Djokovic, sua esposa Jelena e o técnico Goran Ivanisevic.

Este ano, o Masters de Cincinnati foi transferido para Nova York para reduzir os deslocamentos e minimizar os riscos de transmissão do vírus. Djokovic só foi campeão deste torneio uma vez, em 2018, e tenta ganhar ritmo de jogo antes do US Open. O Grand Slam norte-americano começa na próxima segunda-feira, no mesmo complexo.

O próximo jogo de Djokovic será contra o norte-americano Tennys Sandgren, 55º do ranking, que venceu o canadense Felix Auger-Aliassime por 6/7 (4-7), 6/2 e 7/6 (7-5). O sérvio de 33 anos venceu os dois duelos anteriores contra o rival de 29 anos.

Sérvio teve altos e baixos na estreia
Djokovic começou a partida com duas duplas faltas, mas rapidamente se reencontrou. No game seguinte, trocou muitas bolas com o lituano e já colocou o rival sob pressão. A primeira quebra da partida, entretanto, favoreceu Berankis. O jogador de 30 anos chegou a liderar o set inicial por 4/3 e saque, mas cedeu o empate logo depois após dois erros e uma dupla-falta.

Embora ainda estivesse cometendo alguns erros, Djokovic começou a sacar e se movimentar melhor, recuperando bolas incríveis e obrigando Berankis a várias tentativas antes de fechar os pontos. O sérvio foi superior durante o tiebreak e conseguiu fechar a parcial. Antes do segundo set, pediu atendimento para dores no pescoço, motivo que já o havia feito desistir da chave de duplas.

Os altos e baixos continuaram no segundo set. Berankis esteve por duas vezes com uma quebra acima, mas não conseguia sustentar a vantagem por muito tempo. O lituano chegou a liderar o placar por 4/2, mas depois não venceu mais games. Djokovic venceu 16 dos últimos 20 pontos da partida para consolidar a vitória. O sérvio terminou o jogo com 17 winners e 17 erros não-forçados, enquanto o rival anotou 22 bolas vencedoras, mas errou 32 vezes.

Comentários
Loja - camisetas
Tennis Camp