Notícias | Dia a dia
Clezar aposta em preparação física na volta ao circuito
21/08/2020 às 14h10

Clezar passou cinco meses em Porto Alegre e intensificou os trabalhos físicos

Foto: Arquivo

Rio de Janeiro (RJ) - Depois de passar quase cinco meses em sua cidade natal, o gaúcho Guilherme Clezar vai aos poucos retomando a rotina de competições. O atual 270º do ranking da ATP conta que investiu na preparação física durante o período em que o circuito profissional estava paralisado pela pandemia da Covid-19 e as instalações esportivas de sua região seguiam fechadas.

"Joguei meu último torneio em Monterrey no início de março e, desde então, fiquei em Porto Alegre", explicou Clezar, durante sua participação no Torneio Profissional Tennis Route, no Rio de Janeiro. "Fiz muitos trabalhos físicos, já que os clubes ficaram fechados por um longo período. E acho que isso foi bom para mim em certo ponto, pois era uma defasagem que eu tinha".

"Fiquei março inteiro e metade de abril sem treinar, me mantinha fisicamente só. A partir da metade de abril comecei a jogar duas, três vezes por semana e estava assim até semana passada, quando vim jogar os torneios. Fazia físico também, de três até quatro vezes na semana", acrescentou o gaúcho, que tem doze vitórias e cinco derrotas em challengers na temporada. Ele agora treina com André Ghem.

"Como não tinha nenhuma perspectiva de jogar novamente, pensamos em focar mais no físico e não tanto na quadra e também pensamos em não nos desgastarmos mentalmente treinando demais sem ter perspectiva de jogar. Acho que fizemos bem, consegui evoluir nessa parte mais fora da quadra", complementou o jogador de 27 anos.

Assim como vários tenistas brasileiros, Clezar está na dependência de maior clareza nas informações sobre a entrada nos países para poder voltar a disputar competições oficiais. "Não tenho absolutamente nada de calendário. Dependo 100% das fronteiras estarem abertas na Europa para poder voltar a jogar. Não tenho passaporte europeu, então não posso jogar os torneios".

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva