Notícias | Outros
Instituto Primeiro Serviço aposta na mobilidade social
19/08/2020 às 18h52

São Paulo (SP) – O tênis conta com mais um projeto social, sediado na cidade de São Paulo, que alia educação e tecnologia para ajudar jovens em situação de vulnerabilidade econômica e social. O Instituto Primeiro Serviço foi criado pela educadora Fabiana Freitas, com o apoio da HDI Seguros, para promover mobilidade social com foco em profissionalização e formação interdisciplinar dos alunos.

Além das aulas de tênis, ministradas por treinadores como Renato Messias e Bia Cecato, e palestras de ídolos do esporte, como Fernando Meligeni, o Instituto oferece aulas de arbitragem (com a colaboração de Ricardo Reis, diretor da América do Sul na CBT), também de português, inglês, educação financeira, preparação física, cesta básica para a família, vale-transporte, preparação e orientações para o Enem e apoio no pagamento da mensalidade da universidade para os que cursam.

O encantamento do jovem carente com o esporte é fundamental, mas a transformação dessa paixão em profissão também depende de uma formação como atleta, cidadão e estudante universitário. É essa lacuna que o Instituto Primeiro Serviço ajuda a preencher.

Com início das atividades em janeiro deste ano, o Instituto Primeiro Serviço garantiu aulas à distância durante a quarentena e pretende aumentar o seu alcance ao investir em ações no ambiente virtual.

O projeto atualmente atende 37 jovens entre 12 e 24 anos, a maioria da comunidade de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, mas tem como objetivo ampliar o número de participantes até o fim deste ano.

A plataforma online criada pelo Instituto Primeiro Serviço possibilita que os jovens continuem participando das atividades e mantendo a interação com os professores e palestrantes. Uma psicóloga faz o acompanhamento dos alunos para que eles lidem melhor com a ansiedade do momento e coordenadores conversam com todos os meninos e meninas. Quando as atividades em quadra retornarem, seguindo todos protocolos de segurança, as aulas voltarão a ser lecionadas na academia Play Tennis, na Chácara Klabin, também na zona sul.

Idealizadora e CEO do Instituto Primeiro Serviço, Fabiana Freitas trabalhou por 17 anos na Escola Móbile, uma das mais renomadas de São Paulo, administra três franquias da Escolinha Guga e é sócia da Play Tennis. A paixão pela educação e a vivência no tênis despertaram em Fabiana a vontade de ajudar jovens carentes que jogam tênis, em geral pegadores de bola, a terem uma condição de vida melhor. Fabiana criou o Instituto Primeiro Serviço para que outras pessoas e empresas acreditem na mobilidade social desses alunos, e ajudem o projeto.

"Temos muitos alunos que trabalhavam como pegadores de bola de grandes clubes do país e vieram para o Instituto Primeiro Serviço para conseguir treinar, participar de torneios e ir para a faculdade, podendo com o nosso apoio se manter no tênis. Queremos que nossos alunos tenham uma formação interdisciplinar. Que além de terem uma boa classificação na Federação Paulista de Tênis, eles aprendam a se comunicar bem, cuidar das suas finanças, falar outras línguas e desenvolver outras competências que são muito importantes no ambiente do tênis e na vida", afirmou Fabiana Freitas, fundadora do Instituto Primeiro Serviço.

O CEO da HDI Seguros, Murilo Riedel, apoia o Instituto Primeiro Serviço desde a sua fundação. “Acreditamos no esporte em geral e no tênis em particular como um meio de mobilidade social, e a proposta do Instituto de trazer novos recursos e ferramentas para a educação de jovens apaixonados pelo esporte é muito interessante. Por ainda ser percebido como um esporte elitizado, desde o início nos chamou a atenção o trabalho realizado exatamente para ampliar o acesso de outras classes sociais à modalidade, incentivando crianças e adolescentes a jogarem”, afirmou Riedel.

Siga o Instituto Primeiro Serviço nas redes sociais pelo @InstitutoPrimeiroServiço e pelo site www.InstitutoPrimeiroServiço.com.br

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio