Notícias | Dia a dia
Wawrinka acredita estar longe do seu melhor nível
18/08/2020 às 09h45

Praga (República Tcheca) - Após disputar sua primeira partida depois da paralisação do circuito, voltando a competir no challenger de Praga, o suíço Stan Wawrinka reconheceu não ter feito um grande jogo na vitória sobre o russo Roman Safiullin, atual 178 do mundo, que conseguiu tirar um set do três vezes campeão de Grand Slam.

“A partida correu como o esperado depois de aproximadamente seis meses longe das quadras. Vim aqui para encontrar um ritmo e ver em que nível estou. Estou feliz com a vitória, mas ainda há coisas a fazer”, analisou o suíço de 35 anos e atual 17 do mundo, que voltou a competir em nível challenger após 10 anos.

“Atualmente estou longe do nível que gostaria de estar, mas é por isso que decidi vir a Praga e jogar o torneio. Com o passar das partidas vou melhorar e assim imagino que recuperarei as boas sensações em quadra”, complementou o cabeça de chave número 1 do torneio, que agora terá pela frente o alemão Oscar Otte.

Um dos desfalques para o US Open deste ano, Wawrinka preferiu ficar na Europa e focar o saibro, disputando então torneios menores antes que viessem os ATP, tanto que ele aparece na lista do Masters 1000 de Roma divulgada nesta terça-feira.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva