Notícias | Dia a dia
'Todos estão na mesma situação, afirma Monteiro
16/08/2020 às 11h02

Monteiro encontrará seu técnico já nos Estados Unidos na próxima semana

Foto: Arquivo

Rio de Janeiro (RJ) - Depois de cinco meses de paralisação do circuito pela pandemia da Covid-19, Thiago Monteiro embarcou no último sábado para Estados Unidos, onde irá retomar seu calendário de competições. Ele vai disputar o quali do Masters 1000 de Cincinnati, que foi excepcionalmente transferido para Nova York e começa na próxima quinta-feira, e também o US Open a partir de 31 de agosto.

Para o atual número 1 do Brasil, todos os jogadores estarão na mesma situação com o reinício dos torneios. "Sei que vai estar todo mundo na mesma. Vou tentar me adaptar no dia a dia. Todos estarão do mesmo jeito mentalmente e a força mental vai fazer a diferença", disse Monteiro. "Sabemos que não vamos voltar no nosso melhor nível, mas é o início de uma retomada. Com o passar dos dias e jogos, as coisas tendem a ir se encaixando cada vez melhor."

Depois de ter passado por lockdown em sua cidade natal, Fortaleza, Monteiro retomou a rotina de treinos em Santa Catarina, e depois passou mais três semanas trabalhando no Rio de Janeiro. Seu técnico, o argentino Fabian Blengino, acompanhou as atividades à distância e irá encontrar Monteiro já nos Estados Unidos.

"Consegui ir aumentando o ritmo aos poucos, depois de uma temporada no sul do Brasil e agora mais três semanas no Rio, em que treinei bastante com o Thiago Wild, na Tennis Route", explicou o canhoto de 26 anos e atual 82º do ranking. "Estou muito feliz por voltar a competir. Bate aquela ansiedade de retornar ao circuito. Depois de tanto tempo sem viajar para um torneio, vou com as baterias recarregadas. Senti muito falta desse frio na barriga de ir para uma competição e de começar um novo torneio"

"Foi um período diferente para todos, especialmente para nós tenistas que estamos acostumados a uma vida dinâmica, cada semana em um lugar do mundo, mas foi bom para ter um tempo para ficar com a família e descansar", complementou o cearense, que fará sua terceira participação na chave principal do US Open e busca uma vitória inédita.

Antes da paralisação do circuito, Monteiro tinha seis vitórias e oito derrotas em torneios da ATP na temporada, com destaque para as campanhas até as quartas de final em Buenos Aires e Santiago. Ele também foi campeão do challenger de Punta del Este.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva