Notícias | Dia a dia
Brady retoma grande temporada e faz sua 1ª final
15/08/2020 às 15h19

Embed from Getty Images

Lexington (EUA) - Destaque no primeiro trimestre da temporada, antes da paralisação do circuito pela pandemia da Covid-19, Jennifer Brady retornou às quadras também em bom nível e alcançou sua primeira final de WTA em Lexington. A norte-americana de 25 anos e 49ª do ranking derrotou a promessa de 16 anos Coco Gauff por 6/2 e 6/4 em 1h10 de partida neste sábado.

Só este ano, Brady já conseguiu quatro grandes vitórias. Ela eliminou a número 1 do mundo Ashleigh Barty em Brisbane, além de superar três integrantes do top 20 no caminho para a semifinal em Dubai. Na ocasião, a norte-americana venceu seus jogos contra Elina Svitolina, Marketa Vondrousova e Garbiñe Muguruza, antes de perder para Simona Halep.

Brady não perdeu um set sequer na campanha em Lexington, tendo também eliminado a britânica Heather Watson, a polonesa Magda Linette (sexta cabeça de chave) e a tcheca Marie Bouzkova. A campanha até a final rende 180 pontos para a tenista, que está alcançando a melhor marca da carreira na 43ª posição. Se for campeã, fará 280 pontos e entrará no top 40 do ranking mundial pela primeira vez.

Superada por Brady neste sábado, Gauff vinha de vitórias expressivas sobre as favoritas Ons Jabeur e Aryna Sabalenka. A número 53 do mundo já tem um título de Linz e duas vitórias contra top 10 e deverá voltar ao grupo das 50 melhores do ranking.

Teichmann também não perdeu sets
A adversária de Brady na final será a suíça Jil Teichmann, jovem de 23 anos e número 63 do mundo. Será um tira-teima após uma vitória para cada lado em duelos anteriores. Teichmann superou neste sábado a norte-americana Shelby Rogers, algoz de Serena Williams, por 6/3 e 6/2 em 1h10 de jogo.

Vencedora de dois torneios da WTA no saibro, Teichmann nunca havia chegado tão longe em uma competição no piso duro. A suíça também não perdeu sets nesta semana, superando a russa Anna Kalinskaya, a cazaque Yulia Putintseva (cabeça 5 do torneio) e a jovem norte-americana Cici Bellis.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva