Notícias | Dia a dia
Técnico de Thiem aprova sequência de exibições
15/08/2020 às 13h45

Thiem disputou 28 jogos durante a paralisação do circuito e conseguiu 25 vitórias

Foto: Arquivo

Viña del Mar (Chile) - Treinador de Dominic Thiem, o chileno Nicolas Massú aprovou a estratégia adotada pelo austríaco durante a paralisação do circuito. Enquanto os torneios oficiais estavam suspensos por conta da pandemia da Covid-19, Thiem participou de diversas exibições para manter ritmo de jogo. O número 3 do mundo fez 28 jogos e conseguiu 25 vitórias.

Nesse período, Thiem conquistou quatro títulos em torneios de exibição e atuou em diferentes condições de quadra. No saibro, venceu a etapa sérvia do Adria Tour em Belgrado e também foi campeão do circuito austríaco, além de chegar à final do torneio que promoveu em Kitzbuhel. O austríaco ganhou as duas etapas das exibições de Berlim, uma na grama e outra em quadra dura e coberta. Já em quadras sintéticas e externas, fez alguns jogos pelo circuito promovido por Patrick Mouratoglou em Nice.

"Foi uma coisa boa para Dominic, porque ele queria jogar e adora competir", disse Massu, em entrevista ao site da ATP. "O lado positivo é que ele estava jogando muitas partidas de exibição. Então não é como se ele tivesse passado seis meses sem competição. Dominic jogou 28 partidas em 45 dias. Sei que são apenas exibições, mas foram partidas sérias e o nível dos jogadores foi muito alto. É claro que não é a mesma coisa que um torneio da ATP, mas tentamos fazê-lo jogar muitas partidas durante esse tempo para que ele não sentisse tanto o impacto".

"Acho que isso o ajudará em Nova York. Ele está jogando bem, parece forte e está muito focado. Ele está ainda mais motivado agora porque está acostumado com um calendário ocupado com muitos torneios em uma temporada normal", acrescentou o treinador do número 3 do mundo.

Massu conta que esteve em contato constante com a equipe do austríaco e que conseguiu acompanhar pela internet a todas as partidas que Thiem fez nesse período. "Durante a suspensão do circuito, eu estive sempre em contato com Dominic e seu pai, Wolfgang, e eles sempre me atualizavam sobre como estavam trabalhando. Eles estavam treinando e também trabalhando com um de seus preparadores físicos, que mora na Áustria. Estou muito feliz que Dominic conseguiu treinar bem com a parte de sua equipe que o ajuda na Áustria".

"Mesmo quando eu estava em casa, sob quarentena obrigatória no Chile, tive a chance de assistir a todos os seus jogos de exibição e é ótimo que a tecnologia seja capaz de permitir isso. Foi divertido para mim e também útil poder conversar com Wolfgang sobre as partidas depois", comenta o chileno, ex-número 9 do ranking. "Depois de quatro meses separados, começamos a trabalhar juntos novamente por duas semanas antes de viajar com ele para algumas exposições em julho. Então, tiramos duas semanas de folga depois disso e começamos a trabalhar juntos novamente esta semana".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva