Notícias | Dia a dia
Atual campeã, Bianca Andreescu desiste do US Open
13/08/2020 às 16h13

Mesmo sem jogar, ela vai manter os 2 mil pontos no ranking conquistados no ano passado

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Atual campeã do US Open, Bianca Andreescu anunciou nesta quinta-feira sua desistência do Grand Slam nova-iorquino. A jovem canadense de 20 anos e número 6 do ranking será mais um desfalque na chave feminina em Nova York, que também não contará com a número 1 do mundo Ashleigh Barty e as também top 10 Kiki Bertens e Elina Svitolina. Além da preocupação com o risco de contaminação pelo coronavírus, a canadense explica que a pandemia comprometeu sua preparação, o que a impede de jogar em alto nível.

Andreescu está sem jogar desde outubro do ano passado, quando desistiu ainda na fase de grupos do WTA Finals por uma lesão no joelho esquerdo. Ela voltou aos treinos no início deste ano, já durante a paralisação do circuito devido à pandemia da Covid-19, mas não participou de exibições ou de torneios preparatórios nessa retomada do circuito. A canadense estava, entretanto, na lista de inscritas para o US Open.

"Depois de muitas discussões com as pessoas mais próximas de mim, tomei a difícil decisão de não voltar a Nova York este ano. Eu dei este passo para focar na minha preparação física e garantir que eu retorne pronta para jogar no meu nível mais alto", escreveu Andreescu em seu perfil no Insgtaram.

"A vitória no US Open do ano passado foi o ponto alto da minha carreira até agora e vou sentir falta de lá. No entanto, percebo que os imprevistos, incluindo a pandemia da Covid-19, comprometeram a capacidade de me preparar", acrescentou a jovem canadense, que ainda não atuou nesta temporada.

"Quero expressar minha gratidão à USTA e à WTA por todos os esforços para fazer o evento acontecer. Estou ansiosa para voltar à quadra com minhas adversárias em breve", complementou a atual campeã do Grand Slam nova-iorquino.

Canadense não vai perder pontos
Apesar de não defender o título em Nova York, Andreescu não terá muito prejuízo no ranking. Isso porque a WTA modificou temporariamente o cálculo da pontuação. Serão considerados os 16 melhores resultados de cada jogadora no intervalo de 22 meses, entre março de 2019 e dezembro de 2020. Na prática, isso isenta as tenistas de defender pontos. E assim, Andreescu vai manter os 2 mil pontos conquistados no ano passado em Nova York.

A desistência de Andreescu foi uma boa notícia para a bielorrussa Olga Govortsova, 135ª do ranking, que entra diretamente na chave. Govortsova, de 31 anos, já foi 35ª do mundo em 2008. Ela chegou a ficar 13 meses afastada do circuito antes de se tornar mãe em 2018.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva