Notícias | Dia a dia
Serena diz que estádio vazio não a afetou tanto
11/08/2020 às 19h40

Embed from Getty Images

Lexington (EUA) - A volta de Serena Williams às quadras aconteceu em um cenário muito diferente do que ela está acostumada. Ao invés de um grande estádio cheio, o jogo contra a canhota Bernarda Pera, 60ª do ranking, pelo WTA de Lexington aconteceu com portões fechados. Apesar disso, a atual número 9 do mundo acredita que a atmosfera não a afetou tanto. Pelo contrário, ela acha até que o clima mais tranquilo da partida ajudou a buscar a vitória de virada.

"Foi uma atmosfera muito calma, muito fria", disse Serena após a vitória por 4/6, 6/4 e 6/1 nesta terça-feira em Lexington. "Não posso dizer que não gostei. Foi diferente. Já passei por tantas coisas na minha carreira... Acho que ganhei hoje porque estava calma pela primeira vez, então isso foi muito útil".

O torneio em Lexington não vende ingressos para o público, mas Serena teve a torcida do marido e da filha, que acompanharam o jogo na companhia do técnico Patrick Mouratoglou. Um recente protocolo, adotado também no WTA de Palermo na semana passada, permite que jogadoras que já são mães possam levar os filhos e um responsável para o local dos jogos.

"Eu não sabia como me sentiria ou como faria, mas a atmosfera não é ruim", explica a veterana de 39 anos. "Talvez em Nova York seja um pouco diferente por causa do estádio enorme, mas nesse tipo de quadra menor me lembra dos meus tempos de juvenil, então havia algo meio nostálgico".

Serena reconhece que a falta de ritmo prejudicou seu desempenho no começo da partida. "Eu estava sem jogar. Diferente de muitas jogadores que conseguiram fazer algumas exibições, eu só treinei, então eu comecei errando alguns golpes e retomando o ritmo ao mesmo tempo".

"Eu ficava pensando: 'Serena, jogue da mesma maneira que você estava treinando'", acrescentou. "Eu sabia que precisava fazer melhor. Ela vinha fazendo muitos winners e eu tive que me acostumar um pouco com seu jogo, porque ela estava muito muito bem".

O sorteio da chave acabou fazendo com que Serena tenha que enfrentar a irmã Venus Williams já na segunda rodada em Lexington. Venus superou Victoria Azarenka por 6/3 e 6/2 nesta terça-feira. As irmãs Williams já protagonizaram 30 duelos, com vantagem para Serena de 18 a 12, e já se enfrentaram nas finais dos quatro Grand Slam, mas nos últimos anos têm se encontrado cada vez mais cedo nos torneios.  

"As vezes eu sinto que eu tenho que enfrentar a Venus nas duas primeiras rodadas de todos os torneios, isso é um pouco incômodo. E eu sempre jogo muito cedo com a Vika [Azarenka] também", comentou Serena, que levou a melhor no último duelo contra a irmã, na terceira rodada do US Open de 2018. O reencontro será na próxima quinta-feira. 

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva