Notícias | Dia a dia
Animada, Serena pretende jogar 'tudo o que der'
08/08/2020 às 19h09

Serena é a principal inscrita para o WTA de Lexington, seu primeiro torneio desde fevereiro

Foto: Arquivo

Lexington (EUA) - Principal atração no WTA de Kentucky da próxima semana, a norte-americana Serena Williams está animada para seu primeiro torneio pós-isolamento social. E mais: a 48 dias do 39º aniversário, pretende disputar todos os torneios na retomada do circuito, incluindo os do saibro europeu.

"Esta é uma situação estranha, porque não fui eu quem se contundiu e ficou parada, mas todo mundo está sem jogar. Será engraçado e interessante ver como cada uma irá jogar. Todo mundo na teoria estará mais em forma, porque tivemos tempo para trabalhar o físico, a vida e o jogo". A última partida de Serena foi na Fed Cup em fevereiro.

Ela não quer no entanto planejamentos antecipados. "Vejo-me jogando de tudo, caso os torneios se realizem, embora tenha aprendido a não planejar o futuro. Uma coisa que aprendi durante esta pandemia é não planejar, mas viver o dia a dia". Serena também está inscrita para os dois torneios de Nova York, o Premier e o US Open, com óbvia expectativa pelo eventual 24º troféu de Grand Slam.

"Tenho jogado através de tantas gerações e das coisas mais diferentes, então honestamente acho legal estar apta a jogar nesta era e dizer depois 'lembro quando isso aconteceu pela primeira vez'. A pandemia afetou todo o mundo, não só o tênis. E acho que o esporte é uma das poucas coisas que podem dar ainda um ar fresco e um alívio às pessas que estão em casa", afirma ela.

Desde que sofreu embolia, Serena passou a ter fragilidade no pulmão e daí seus cuidados com o coronavírus redobraram. "Comecei a fazer distanciamento social no início de março. Não tenho capacidade pulmonar plena, então não sei o que pode acontecer comigo se pegar o vírus. Tenho sido extremamente cuidadosa com tudo o que faço e criamos uma bolha em casa. Não ficava em casa por seis meses desde adolescente, nem mesmo quando fiquei grávida eu deixei de viajar. Agora, ando com 50 máscaras. Fui obsessiva até certo ponto, mas é assim que eu tenho que me comportar agora".

Suas principais adversárias em Kentucky serão Sloane Stephens, Victoria Azarenka e Venus Williams, além das top 20 Aryna Sabalenka e Johanna Konta e as adolescentes Amanda Anisimova and Coco Gauff. "Nunca imaginei que iria jogar um torneio em Kentucky, mas é perto da Flórida e fácil para eu chegar, então estou animada. Não haverá público, mas tudo ok".

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva