Notícias | Dia a dia
Svitolina e Bertens ampliam as baixas no US Open
07/08/2020 às 11h11

Nova York (EUA) - A cada dia que passa o número de tenistas que desiste de competir no US Open deste ano vai aumentando. Nesta sexta-feira, a lista de participantes do Grand Slam norte-americano ganhou duas baixas significativas na chave feminina. As top 10 Elina Svitolina e Kiki Bertens anunciaram que não irão a Nova York em 2020.

“Considerei todos os aspectos e decidi não jogar o US Open de 2020. Quero agradecer à USTA, aos organizadores e à WTA por darem às jogadoras a chance de jogar e os fãs a oportunidade de acompanhar esse grande evento”, escreveu a ucraniana de 25 anos e atual número 5 do mundo em comunicado divulgado nas redes sociais.

“Entendo e respeito todos os esforços feitos para que isso acontecesse em um ambiente seguro, mas ainda não me sinto confortável em viajar para os EUA sem colocar meu time e eu mesma em risco”, acrescentou Svitolina.

Bertens também usou as redes sociais para informar que não jogará o US Open deste ano. “Depois de muita reflexão, decidi não disuptar os torneios de Cincinnati e US Open. A situação atual com a COVID-19 continua muito preocupante e a saúde de todos vem em primeiro lugar”, escreveu a holandesa de 28 anos.

“Nosso primeiro-ministro nos disse ontem que se viajarmos para os Estados Unidos teremos que cumprir duas semanas de quarentena. Isso tornaria muito difícil a preparação para os torneios de saibro que eu tanto gosto em Roma e Paris. Espero que a situação melhore e que todos nós continuemos saudáveis”, finalizou a atual número 7 do mundo.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Na lang nadenken heb ik besloten niet naar Amerika te gaan voor de toernooien Cincinnati en Us open. De situatie rond COVID-19 is nog dusdanig zorgwekkend dat de gezondheid van iedereen voorop staat en de controle over dit virus uiteraard prioriteit heeft. Zo heeft onze premier gisteren ook aangegeven dat we na Amerika 2 weken in quarantaine zouden moeten. Uiteraard respecteren wij dit als team en zou dit de voorbereiding voor mijn geliefde gravel in Rome en Parijs in de weg zitten. Ik hoop dat de situatie snel een positieve wending zal krijgen en wens iedereen een goede gezondheid toe # after long consideration I have decided not to go to the states for Cincinnati and the Us open. The situation around COVID-19 is still that worrying and the health of everyone and the control over this virus is priority. Our prime minister indicated yesterday that we should be quarantined for 14 days after coming back from the states. Off course we respect this as a team and this would disturb our preparation for my beloved clay court tournaments in Rome and Paris. I hope the situation will soon take a positive turn and wish everyone good health. Take care!

Uma publicação compartilhada por Kiki Bertens (@kikibertens) em

Kuznetsova também fora

Além das duas top 10, outro nome de peso que não participará do Grand Slam nova-iorquino será o da russa Svetlana Kuznetsova, campeã do torneio em 2004. A informação foi dada por Shamil Tarpischev, presidente da Federação Russa de Tênis: “De acordo com minhas informações, Svetalana não competirá no US Open”.

A própria Kuznetsova, que atualmente ocupa a 32ª colocação no ranking, já havia dito dias atrás que jogar o US Open seria arriscado, estava com sérias dúvidas e talvez poderia voltar a jogar apenas na temporada de terra batida.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva