Notícias | Dia a dia
Australian Open será em Melbourne, garante direção
06/08/2020 às 10h55

Melbourne (Austrália) - A organização do Australian Open não tem planos de mudar o torneio de lugar e tirá-lo de Melbourne, apesar da cidade estar vivendo uma situação complicada em relação ao coronavírus. Foi ampliado o bloqueio, com lojas de comércio não essenciais fechadas e outras medidas de restrição adotadas no estado de Victoria.

De acordo com o Channel 7, a Tennis Australia estabeleceu um marcador e declarou que seu Grand Slam permanecerá em Melbourne, não importa o quê. "Estamos felizes por estar em Melbourne e absolutamente convencidos de que vamos superar esse vírus e a taxa de infecção", afirmou Craig Tiley, executivo-chefe da Tennis Australia.

“É lamentável o que está acontecendo aqui em nosso estado, mas vamos passar por isso. Espero que os outros estados mantenham o coronavírus em baixa. Temos grandes eventos planejados para todos os estados, como a ATP Cup e os torneios femininos, com o grande evento aqui em Melbourne”, acrescentou o mandatário do tênis australiano.

Tiley garantiu que não há absolutamente nenhuma intenção de mudar o calendário, com Brisbane, Sydney e Perth voltando a sediar a ATP Cup, enquanto os torneios ATP e WTA ocorrerão em Adelaide, Brisbane e Hobart. Perguntado se havia alguma maneira de o Aberto da Austrália se mudar para outra cidade, o dirigente foi enfático: “Não".

“Os meses de dezembro e janeiro serão uma bolha para tenistas internacionais. Os atletas podem chegar antes para se acostumar e já poderá servir como período de quarentena”, afirmou Tiley, que também prometeu testes a cada dois, três ou quatro dias e também de anticorpos. “Se alguém der positivo, entrará em quarentena imediatamente e ficará isolado”, finalizou o dirigente.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva