Notícias | Dia a dia
Kyrgios pode se juntar a Federer e voltar só em 2021
06/08/2020 às 09h10

Camberra (Austrália) - Não é apenas Roger Federer que pode não competir mais na atual temporada. Nick Kyrgios está pensando em seguir os mesmos passos ainda que por motivos bem diferentes. Enquanto o suíço ficará afastado por causa de uma segunda artroscopia no joelho, o australiano cogita esperar até 2021 por causa da pandemia do coronavírus.

Em entrevista ao Channel 9 da Austrália, ele disse que não se surpreendeu com a decisão do espanhol Rafael Nadal. “Sabia que muitos fariam isso. Não acho que o US Open esteja muito feliz com tantos grandes nomes preferindo não colocar a saúde em risco por jogar lá. Não fiquei surpreso com a decisão de Nadal, acho que ele está olhando mais para Roland Garros”, afirmou.

+ Atual campeão, Nadal não vai disputar o US Open
+ Mesmo na lista, Djokovic pode não ir ao US Open

Kyrgios falou sobre seus próximos passos e revelou que pode não competir mais em 2020. “Se eu voltasse a jogar com tudo o que está acontecendo, preferiria ir para a Europa nesta época do ano. No entanto, há uma chance muito pequena de jogar lá”, observou o tenista de 25 anos e atual 40 do mundo.

“Pequena para dizer o mínimo, para ser honesto. Estou usando esse tempo para ficar em casa, treinar, estar com minha família e amigos e agir com responsabilidade. E aqui vou esperar até que a situação melhore”, acrescentou o australiano, que mais uma vez não deixou de cutucar aqueles que não seguiram as melhores práticas durante a pandemia.

+ Kyrgios e Coric seguem batendo boca pelo Twitter
+ Kyrgios: 'Superaram qualquer besteira que eu já fiz'

“O comportamento de alguns jogadores durante esse período não foi bom, principalmente porque alguns deles são os líderes de nosso esporte e deveriam dar o exemplo. Ser criticado apenas pelo meu comportamento na quadra mostra o nível intelectual deles, que colocaram vidas em risco. Não é comparável com o que eu já fiz”, analisou Kyrgios.

Ele ainda falou sobre a atual situação do Australian Open e mostrou pessimismo sobre a edição de 2021 do torneio. “Não tenho certeza de que será realizado como foi no início deste ano, no começo da pandemia. É um momento difícil em Melbourne, então não tenho certeza de que o torneio será realizado", finalizou o australiano.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva