Notícias | Dia a dia
Vekic afirma que bolha no WTA de Palermo não existe
03/08/2020 às 11h52

Palermo (Itália) - Pouco a pouco os relatos do que acontece no WTA de Palermo vai mexendo com o circuito mundial. Depois de uma jogadora testar positivo e ser afastada, sem que seu nome fosse revelado e a programação do torneio afetada, agora foi a vez da croata Donna Vekic reclamar da ausência de isolamento das tenistas na competição.

Atual número 24 do mundo, foi sincera ao falar sobre o protocolo usado pela organização do torneio italiano. "Aqui eles estão falando que estamos em uma bolha, mas não é nada disso. Eu não quero fingir que estou presa, tanto que ontem fui jantar na cidade”, afirmou a croata, cabeça de chave número 6 no saibro italiano.

“Não estou trancada em meu quarto e 90% das jogadoras que estão no torneio também não. Espero que em Nova York, onde a situação está um pouco mais catastrófica, eles imponham multas para tenistas que decidem burlar o protocolo", disse Vekic, que estreia no torneio nesta segunda-feira contra a holandesa Arantxa Rus.

Embora esteja em Nice, onde disputava a segunda edição do Ultimate Tennis Showdown (UTS), o francês Richard Gasquet também disparou contra a organização do WTA de Palermo ao ficar sabendo do fraco isolamento proposto. Ele reclamou principalmente do fato de terem colocado as tenistas em um hotel com hóspedes comuns, sem um uso exclusivo.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva