Notícias | Dia a dia
Dono do torneio, Tiriac diz que dará última palavra
01/08/2020 às 08h59

Madri (Espanha) - Com o risco de sofrer novo cancelamento, após a Comunidade de Madri enviar uma carta ao diretor do torneio desaconselhando sua realização, o torneio de Madri respondeu com um comunicado divulgado neste sábado, no qual diz respeitar todas as organizações competentes, mas também que a última palavra sobre o evento será tomada pelo dono Ion Tiriac

“Desde a reprogramação do torneio de Madri, como consequência da pandemia da Covid-19, os organizadores trabalharam com a ATP e a WTA para celebrar o torneio de 12 a 20 de setembro, dentro da reestruturação do calendário”, começou o comunicado divulgado, que reforçou estreita comunicação com as agências de saúde competentes.

“As organizações sempre mostraram sua colaboração máxima, resolvendo todas as dúvidas levantadas. Em todos os momentos, os organizadores do torneio de Madri valorizaram o apoio das agências de saúde competentes da Comunidade de Madri e a opinião de seus especialistas, mas sempre reservando o direito de tomar a última decisão sobre sua celebração”.

Por fim, a organização reconhece que as recomendações das agências de saúde competentes e diante da difícil situação causada pela Covid-19 (com um aumento considerável de casos em Madri e também na Espanha), serão analisadas e avaliadas.

“Tudo isso sempre pensado para garantir a segurança de todos os membros do torneio. A decisão sobre a celebração do Mutua Madrid Open 2020 ficará a cargo de Ion Tiriac e Super Slam Ltd., proprietário da licença do torneio”, finalizou.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva