Notícias | Dia a dia
Bartoli não acredita em redução de sets nos Slam
29/07/2020 às 12h04

Paris (França) - A longa pausa nos esportes trouxe algumas mudanças nas regras no retorno, como no futebol, que teve o número de substituições saindo de três para cinco. No tênis, uma das propostas que surgiram foi a de reduzir o número de sets nos Grand Slam, mas a francesa Marion Bartoli duvida que essa ideia seja aprovada.

"Eu sei que não será assim em Roland Garros. E isso é justificado. Ninguém quer correr o risco de perder seu principal favorito logo na estreia em dois tiebreaks para alguém que apenas saca bem. Sem o cabeça de chave número 1 o torneio perde muita exposição e ninguém gostaria que isso acontecesse", avaliou Bartoli para o Sportklub.

"Imagine que você é o organizador do US Open, Novak Djokovic decide jogar, mas Rafael Nadal não. Já se sabe que Roger Federer não estará lá, então o único jogador de ponta é Novak. Aí ele pode ser eliminado na primeira rodada por um grande sacador e você fica sem mais ninguém deste porte na chave”, elucubrou a francesa campeã de Wimbledon.

Comentários
Raquete novo
Suzana Silva