Notícias | Dia a dia
'Djokovic é como uma parede', afirma João Sousa
29/07/2020 às 11h46

Lisboa (Portugal) - Atual 66 do mundo, o português João Sousa tem um largo histórico de confrontos com o sérvio Novak Djokovic, enfrentando o atual número 1 do mundo em seis oportunidades. Em todas elas foi ‘Nole’ quem levou a melhor, não cedendo um set sequer dos 16 que disputaram até então.

“Jogar contra o Djokovic é como jogar contra uma parede, é incrível. Ele é o jogador contra quem mais joguei e mais vezes perdi. Mas cada vez que perdi, perdi cada vez melhor”, afirmou o português de 31 anos em entrevista ao Eleven Sports. Ele não enfrenta o sérvio desde o Masters 1000 de Paris de 2018, quando caiu com parciais de 7/5 e 6/1.

“Hoje em dia já não fico nervoso por jogar contra os melhores do mundo, o objetivo é sempre tentar vencer”, acrescentou Sousa, que também já travou duelos com Rafael Nadal e Roger Federer. O português também não venceu os outros dois do Big 3: perdeu os três embates contra o espanhol e os dois contra o suíço.

Questionado sobre a polêmica do Adria Tour, organizado pelo sérvio, Sousa saiu em defesa do tenista. “Acho que demos muita ênfase a um erro do Djokovic mas o erro foi da organização, ele não fez isto por dinheiro, mas sim para ajudar o ténis”, observou Sousa.

“Houve muita crítica, eu também não achei correto porque não se adotaram as medidas necessárias, mas as críticas devem ser para a organização e não para o Novak Djokovic”, complementou o tenista de Guimarães.

Comentários
Loja - livros
Suzana Silva